13 de agosto de 2014

Minha História Assombrada: Minhas Experiências

Minha vida desde sempre foi cercada de fenômenos paranormais, pois eu me lembro de ver coisas quando era muito pequenas. Só para vocês terem uma noção, perdi as contas das vezes que eu acordava meus pais gritando no meio da noite, porque eu via algo.

Certa vez, eu deveria ter uns 6 anos, acordei com um senhor horrível no meu quarto, ele sorria pra mim com aquela boca faltando dentes, lembro que gritei, minha mãe e meu pai foram correndo e acenderam a luz, mas o senhor não ia embora, e eu estava desesperada,falava: Ali mãe manda ele embora!, mas eles não viam nada. Na época meu pai acreditava ser apenas imaginação minha de criança, minha mãe não, sempre acreditou em mim.

E o tempo foi passando, e eu sempre vendo pessoas na minha casa, vultos, alguma passavam e pareciam que não me viam sabe, é estranho, não olhavam, só passavam, certa vez.

Tinha uns 12 anos quando estava na sala assistindo TV com uma prima, quando uma mulher com roupas antigas, simplesmente atravessou a minha sala como se não existisse parede, sem nem olhar pra nós, e minha prima claro não viu nada. Falei pra ela, e ela ficou achando que eu estava querendo assustá-la.

E mesmo que isso sempre acontecesse eu sempre tive muito medo, e isso me atrapalhou por muito tempo, eu dormia rezando pra eu não ver nada, mas eu via, e quando não via, sentia. Sentia eles lá, as vezes algo sentava na cama, aquela sensação que o coxão baixa quando alguém senta, mas não tinha nada, puxavam a coberta, puxavam meu cabelo, e eu tinha medo de contar pras pessoas e elas acharam que eu estava inventado, ou que era louca.

E eram pessoas diferentes que eu via, não era como se minha casa fosse assombrada por um fantasma, porque ao longo dos anos foram vários, mas lembro que alguns apareciam mais que uma vez, como o menininho loiro que eu via no meu quarto, as vezes eu acordava e ele estava no cantinho do quarto olhando pra parede, descalço sem camisa só com uma bermudinha suja, depois simplesmente sumia. Outra vez, eu fiquei em casa de manhã, inventei pra minha mãe que estava com dor de cabeça, pra ficar dormindo, e ela e meu pai foram trabalhar, até ai tudo bem né, e na época tinha uma moça que trabalhou em casa, ela ia 3 vezes na semana e levava o filhinho dela que deveria ter uns 3 ou 4 aninhos . Eu estava dormindo quando eu comecei o ouvir aquele bagunça, uma criança rindo, parecia que estava correndo, dentro de casa, e patia na minha porta, e parecia que corria, e sempre rindo, vinha e batia de novo na porta, e eu brava, achando até então que era o filho da menina que limpava a casa, na terceira vez fiquei brava e levantei, não é que não tinha ninguém, eu estava sozinha na casa, a menina não tinha ido aquele dia, a casa trancada, olha, sai correndo da casa de pijama e fiquei no quintal agarrada com meu gato ate meu pai chegar pra almoçar.

Mas uma vez minha mãe viu que eu não aguentava mais, estava a ponto de ficar doida já... Estava no quarto assistindo aquela novela "A Favorita", e minha mãe na sala assistindo filme, dai eu sai do quarto e a luz da cozinha estava apagada, e eu vi um homem de costas perto da janela que eu achei que era meu pai, e comecei a conversar com ele, mas ele não respondia continuava de costas, não e que meu pai entra pela porta, ele estava la fora, e foi o tempo de eu olhar para meu pai e olhar pra direção que o homem estava e ele tinha sumido, eu surtei, comecei a gritar, fiquei desesperada, meu pai não entendeu nada e comecei a chorar. Minha mãe decidiu que no outro dia ela iria procurar ajuda, e foi isso que ela fez, procurou um médium, e ele explicou que nossa casa, eu não sei como explicar bem, mas qualquer espírito entrava e saia quando bem quisesse, e só piorava o fato de que não temos religião, ele falou também que eu tenho uma mediunidade, e por isso eu os via. Nossa casa foi purificada, e eu posso dizer que melhorou 90% . Depois disso o ar da casa parecia mais leve, eu conseguia dormir sem ninguém me incomodando no meio da noite.

Hoje eu já sou adulta sei lidar bem melhor com tudo isso, eu sempre vou ser sensível pra esse tipo de coisa, como chegar em um lugar e sentir a energia do lugar, eu sinto as coisas ao meu redor, e se eu falar pra vocês que não me sinto desconfortável com tudo isso, seria mentira, mas fazer o que, as vezes passa um tempão sem eu ver nem sentir nada e de repente volta, e é assim, e eu acho que vai ser assim pra sempre.

Tenho muito história que já me aconteceu, quando eu tiver tempo, eu mando.

História assombrada enviada por Pamela Fernandes

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!
Comentários