13 de agosto de 2014

Minha História Assombrada: Declaração Post Mortem

Há muitos anos atrás, quando eu tinha 15 anos, eu me apaixonei por um garoto. A paixão foi o que chamam "amor platônico", pois apesar do clima que existia entre nós, nunca houve por parte de nenhum dos dois uma declaração de sentimento.

Sempre havia desencontros, coisas estranhas... nunca davam certo as tentativas de qualquer coisa no sentido da minha declaração se efetivar.

Éramos de cidades diferentes. Conhecemo-nos num curso pré-vestibular. Após concluído o cursinho, cada um foi para um lado e nunca foi possível eu dizer nada o que sentia por ele...

Não sei explicar, mas esse garoto era tão lindo, tão meigo, que parecia um anjo. Tinha uma aura dourada que nunca vi em ninguém mais nessa vida.


Passaram-se anos. E vivi muitas coisas na vida. Conheci muitos outros amores e desamores. A vida seguiu o rumo comum.

E numa certa noite, eu já adulta, sonhei com esse garoto da minha adolescência. Não sei exatamente o sonho, sei apenas que o vi no meu sonho.

Então de manhã, por ocasião do sonho, eu reabri uma memória esquecida. Senti vontade de saber onde é que ele andava, o que fazia. E como na internet tudo é possível encontrar, pela primeira vez eu fiz uma pesquisa básica no google procurando pelo nome inteiro dele.

Eis que eu encontrei. Infelizmente más notícias... Na verdade o nome dele estava num site, num convite de missa de sétimo ano de seu falecimento. Dramático, mas real. No convite tinha a foto dele e um poema, dessas coisas bem tristes, sabem? E eu nem lembrava mais do rosto dele exatamente como era... fui rever justamente naquela situação!

Confesso que fiquei muito triste, muito triste mesmo. Era estranho... pois não havia nenhum vínculo entre nós, porém aquela notícia me deixou muito estarrecida. Fiquei pensando no fato de nunca eu ter dito nada, e agora... nunca mais iria mesmo dizer. E que importância tinha? Não sei... Apenas achei triste saber que deixamos de fazer certas coisas por bobagens e a vida é tão curta...

Não sei explicar...

Então quando eu voltava do trabalho eu passava sempre perto de uma igreja, e resolvi entrar e rezar para a alma dele (sempre que havia tempo eu dava jeito de entrar lá e rezar, ou por algum motivo especial, como foi o caso).

E me concentrei, pedi muito onde quer que ele estivesse que soubesse que eu tinha gostado muito dele, e contei tudo e como soube da notícia da morte.

No outro dia, durante a noite aconteceu algo estranho que eu acabei conectando com essa oração que eu fiz.

Durante a noite, quando eu fui dormir, de repente eu senti algo se mexer debaixo do meu corpo. Despertei pensando que era um bicho, sei lá... Foi como se existisse alguém entre eu e o colchão, logo abaixo do lençol.

Eu acordei, continuei sentindo o movimento e não consegui mexer um músculo sequer, a não ser meus olhos abertos. Fiquei paralisada. Eu senti uma angústia, pois estava muito acordada, de forma que eu ouvia tudo que acontecia na rua (tem vários bares aqui perto, música tocando, pessoas conversando...) e não conseguia me mexer.

Foi então que com um esforço eu me livrei da paralisia e olhei para minha cama: nada de errado. Acendi a luz, não havia nada diferente. Nem debaixo da cama, nem sobre ela, nem nada estranho no quarto. Imaginei: Deve ser algum pesadelo "lúcido", sei lá o que... E voltei para cama.

Na hora, eu achei muito estranho, mas não liguei com a história da minha oração que falei.

Só me dei conta disso, quando eu, voltando a deitar, senti nitidamente uma mão suave acariciar meus cabelos. Novamente eu não consegui me mexer. Apenas, como da outra vez, apenas conseguira abrir os olhos. Só que não senti nenhuma aflição. Senti uma paz.

Foi então que eu imediatamente concluí: "Foi 'ele' que veio agradecer a oração e dizer que estava sabendo da minha confissão tanto tempo depois e daquela forma."

Parece uma história de filme... mas é real. Confesso que é triste, mas não de todo...

O mundo é poético, basta prestarmos a atenção.

Apenas deixo meu relato para que pensem um pouco sobre isso... se há algo a dizer para alguém, pedir desculpas, qualquer coisa, faça-o logo... enquanto puder.

Acredito que é uma boa oportunidade para propor isso a vocês! ;)

História assombrada enviada por Lira Gustava

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!


CLIQUE AQUI para ler "Especial Dia dos Namorados: 10 Histórias que Mostram que o Amor é Sobrenatural"
Comentários