11 de agosto de 2014

Fotos de Fantasmas na Cultura Japonesa (Parte 15)

Assombrados, o rusmea.com acaba de me enviar a 3ª Temporada da série Fotos de Fantasmas na Cultura Japonesa!

Fotos inquietantes lá do outro lado do mundo e suas explicações sob a ótica da cultura nipônica, que possui um lado espiritual profundo e tradicional, chegando até mesmo a serem exageradamente supersticiosos na interpretação de fotos de supostas manifestações espirituais.

Independente das fotos aqui apresentadas serem erros de identidade, manchas, arranhões no negativo, dupla exposição ou pareidolia, o conteúdo desta série não está exclusivamente nas imagens, mas também, no texto explicativo entre elas, nos fazendo refletir sobre a semelhança com a nossa cultura em alguns casos ou a total diferença em outros.

Caso 1: Suicídio familiar

Uma foto de um grupo, tomada diante de um alojamento de uma zona de turismo. Observem o lado direito da foto, na parte que corresponde ao chão. Nessa parte, aparece uma sombra pouco natural. Olhando bem, se pode ver o rosto de um espírito cuja sombra é o corpo e ainda, na parte que seria o pescoço, aparece mais um espírito.

Se trata de uma junção de espíritos presos ao lugar. Um dia antes, o colaborador teria visto duas sombras no quarto do alojamento.

Acredita-se que sejam os espíritos de pai e filho que morreram em local próximo a essa zona turística, com a grande possibilidade de ter sido em um suicídio familiar**.


*Do original Jibakurei, que seriam manifestações de espíritos que não aceitaram a morte do corpo físico e acabam presos a um lugar.

**Do termo original Muri Shinju que é basicamente, forçar alguém a se suicidar junto, ou mais comumente para designar suicídios de uma família inteira. O termo se tornou bastante corriqueiro nos noticiários, após as crises econômicas que o Japão passou, em que muitas famílias tomaram tal última decisão.

Caso 2: Espíritos e a água

Crianças posam para a foto tendo um exuberante rio ao fundo. Se sabe que desde a antiguidade, que as margens de rios e lagos são locais onde os espíritos se aglomeram com muita frequência. Esta foto não é uma exceção e espíritos aparecem nela. No fundo da foto, à direita (1), onde estão algumas pessoas, um ajuntamento de espíritos pode ser apreciado.

Olhando a priori, se pode ver mais de 10 espíritos reunidos nesse ponto da imagem e para piorar, eles emanam energias brutais oriundas do ódio sobre aquelas pessoas. Ainda por cima, à esquerda da foto (2), um outro pequeno agrupamento de espíritos pode ser apreciado no registro fotográfico, ainda que apesar desse grupo ser menor, suas energias maléficas são notáveis. Portanto, como diz o velho ditado "existem fantasmas perto d'água", cautela nunca é demais.



Caso 3: Salto-alto

Um homem observa as crianças brincando em um quarto de hotel. Uma névoa avermelhada cobre toda a superfície da foto. Se pode perceber pela vermelhidão, que aqui se encontrava um espírito de natureza não muito boa.
Quem está emanando essa onda espiritual negativa, é o espírito que se encontra logo atrás do homem que está sentado.

O espírito supostamente feminino, devido a estar apresentando um sapato salto alto, vive nas proximidades deste hotel e se encontra preso ao lugar. Aparentemente esse espírito ainda mantém uma ligação com este mundo e está afetando os hóspedes com energias negativas. Se trata de um espírito muito forte.
Advertimos ao consultante para ademais de ir ao templo para ser exorcizado, que destrua esta fotografia por incineração o quanto antes.



Caso 4: Assassinato

Uma foto de uma cidade da Europa que transmite um aroma neutro, onde o colaborador está posando em frente a uma estátua de cavaleiro. Na parte de baixo desse monumento, quase no final da ponte, um espírito aparece com clareza. Se trata de um espírito de mulher, cuja cabeça está transparente e não possui pernas.
Sem dúvida, essa mulher foi morta nas proximidades. 

Segundo investigou o colaborador, no passado houve o caso bárbaro de uma mulher ser assassinada, ter seu corpo cortado em pedaços, e a sua carne jogada desta ponte pelo assassino.



Caso 5:  Atinge quem segure o retrato 

Uma foto em preto e branco de um rapaz vestido com roupas tradicionais.
Esta é a imagem do avô do colaborador quando jovem.
Observem o pescoço do rapaz.

Um par de olhos estranhos, como que rasgando a pele e saindo para fora, olham fixamente para a câmera.
O olhar ferino desse espírito, tem a capacidade de alcançar com suas energias espirituais pesadas, não só quem tomou a fotografia, mas também, podem atingir quem segure o retrato em suas mãos.
Recomendamos que enviem esta foto ao templo, para cerimônia e incineração, o mais rápido possível.



Tradução/Adaptação: rusmea.com & Mateus Fornazari
Fontehttp://www.nicovideo.jp/
Para ver mais fotos, clique aqui!


Comentários