22 de julho de 2014

Lenda Urbana Japonesa: A Amaldiçoada Caixa Kotoribako

Cansados de serem maltratados pelo senhor das terras, os aldeões fizeram uma linda caixa amaldiçoada para ele, que sem saber de nada, aceitou...

Assombrados, prontos para conhecer mais uma lenda urbana japonesa??? Tem um vídeo meu e da Ana sobre essa lenda já no final. Não deixe de assistir, fizemos um teatrinho :)

Por volta do ano de 2005, um usuário do fórum 2channel na internet japonesa postou um relato sobre a suposta descoberta de uma estranha caixa encontrada no depósito de um templo e que estaria causando mal estar às crianças e mulheres que tocassem nela. O relato terminava com indagações sobre o objeto e o apelo a quem quer que soubesse informações sobre a caixa, que se manifestasse no tópico. Um usuário viu a postagem e contou o seguinte relato...


Certa vez, uma determinada região do Japão estava sob o poder opressor de um senhor dono de terras que perseguia e abusava dos moradores de uma pequena aldeia.

Os aldeões cansados e revoltados com os abusos, decidiram confeccionar um objeto de madeira e presenteando ar o senhor. O objeto era uma belíssima peça de marchetaria e ganhou o nome de Kotoribako, ou "caixa de passarinhos", no entanto, oculto na pronúncia idêntica, se encontrava o seu verdadeiro nome: "caixa para coleta de crianças".

O ancião, líder da aldeia, entregou a caixa para aquele governante opressor. O poderoso imediatamente se encantou com o belo presente e elogiou o ancião pelo trabalho de marcenaria. A filha do governante também gostou do presente, tanto que praticamente se apaixonou pela caixa.

Porém, desde aquele dia, um inesperado infortúnio se abateu sobre a família daquele senhor de terras.

Primeiramente, a filha do governante passou a sentir um estranho sufocamento e a vomitar sangue. Com os órgãos internos aparentemente em colapso, ela veio a falecer poucos dias depois.

A esposa do homem, suas amigas e as suas filhas, que frequentavam a casa, também caíram doentes vítimas dos mesmos sintomas e logo morreram.

Entretanto, todas as vítimas só eram acometidos pela doença, após tocarem na caixa.

O senhor dono de terras veio conversar com o ancião, expondo-lhe os inesperados acontecimentos. O ancião revelou o segredo:

- Essa é maldição da caixa Kotori. Se o senhor parar com a perseguição e os abusos contra o nosso povo e jogar fora a caixa, a maldição se extinguirá.

O senhor das terras não teve outra alternativa a não ser fazer o que dizia o líder ancião. A aldeia foi libertada porém, os aldeões não pararam de fabricar novas caixas Kotori e por mais que por fora parecessem apenas caixas, finamente trabalhadas, dentro continham uma mistura de sangue de fêmeas de animais com pedaços de dedos, cabelos e intestinos de crianças, sendo um objeto amaldiçoado e amaldiçoando quem o tocasse. As caixas Kotori foram construídas continuamente durante 13 anos desde o ano de 1860.

Porém, uma desgraça se abateu sobre os aldeões quando uma criança da aldeia furtivamente passou pelos seguranças que guardavam as caixas e pegou uma para brincar, para logo em seguida, começar a vomitar sangue e morrer.

O ancião ao saber que a maldição havia afetado um dos seus, selou o feitio de novas caixas. No entanto, como as que já haviam sido construídas, manteriam a maldição durante 140 anos. Então os homens da aldeia se dividiram rumando a vários templos e pedindo para que os monges guardassem as caixas com a ressalva de que ninguém as tocasse, principalmente mulheres e crianças.


Será que a caixa é só uma lenda? Parece que não, pois a poucos anos uma caixa foi descoberta ao fazerem a limpeza do depósito de um templo, para logo a darem como desaparecida. Será que é a caixa que o usuário fala na postagem do 2channel?

Pelo visto a maldição continua viva...


.
Tradução/Adaptação: rusmea.com & Mateus Fornazari

Fontes:
- UrbanLegend-Japan.com
- Nicovideo.jp
- Matome.Naver.jp

CLIQUE AQUI para ler "A Caixa Dibbuk"
Comentários