23 de julho de 2014

Crítica de Filme: A Pata do Macaco (2013)

* Crítica escrita por Andrea Carvalho

The Monkey´s Paw (A Pata do Macaco) (2013) – Em 1902, o escritor inglês W.W.Jacobs publicou o conto "The Monkey´s Paw" ("A Pata do Macaco"). Virou um clássico da literatura de terror. Conta a história de uma pata de macaco encantada. Um amuleto hindu que concede três pedidos a quem a possui. Mas o talismã é do tipo: cuidado com o que você pede. Toda ação tem uma consequência.
Veja um trechinho do conto:

" – Bem, por que não faz os seus três pedidos, senhor? — disse Herbert White astutamente.
O soldado olhou para ele como olham as pessoas de meia–idade para um jovem presunçoso.
– Eu fiz — disse ele calmamente, e seu rosto marcado empalideceu.
– E teve mesmo os três desejos satisfeitos? — perguntou a Sra. White.
– Tive — disse o sargento, e o copo bateu nos dentes fortes.
– E alguém mais fez os pedidos? — insistiu a senhora.
– O primeiro homem realizou os três desejos — foi a resposta. — Eu não sei quais foram os dois primeiros, mas o terceiro foi para morrer. Por isso é que consegui a pata.
Seu tom de voz era tão grave que o grupo ficou em silêncio.
– Se você conseguiu realizar os três desejos, ela não serve mais para você Morris — disse o velho finalmente. — Para que você guarda essa pata?
O soldado meneou a cabeça.
– Por capricho, suponho — disse lentamente. — Cheguei a pensar em vendê–la, mas acho que não o farei. Ela já causou muitas desgraças. Além disso, as pessoas não vão comprar. Acham que é um conto de fadas, algumas delas; e as que acreditam querem tentar primeiro para pagar depois".

Vale a pena ler o conto inteiro (tem publicado aqui no blog, e você pode ler aqui!). Em resumo seria isso: a pata concede o desejo, mas ferra com a vida da pessoa.

Várias adaptações dessa história já foram feitas. Inspirou escritores de terror, virou série, curta-metragem e até a TV Globo adaptou o conto, em 1983.

Foi então, baseado nesse conto, que o filme de 2013 foi feito. Mas serviu APENAS de base mesmo. Não conta a história da família White, nem a história do soldado, nem da maldição, nem todas as nuances de mistério e horror do original. Não é uma adaptação. É uma leve inspiração. Uma história "slasher" que se aproveitou do sucesso do conto. De igual só mesmo a pata. Nem o zumbi é parecido.

Não vou ficar comparando o conto com o filme. Só serviu mesmo pra dizer que ambos não são em nada parecidos e que uma história boa rendeu um filme ruim.

Então, vamos ao filme. Atenção, SPOILER: Jake Tilton faz dois pedidos à pata. O primeiro é um carro. Ele bate o carro e mata o amigo Tony Cobb. O segundo pedido é para que o amigo volte. O amigo volta dos mortos em forma de zumbi e sai matando todo mundo para obrigar Jake a lhe conceder o terceiro pedido.

O ator C. J. Thomason dá vida a Jake. Ele é americano e já participou de filmes como "Transformers", em 2007, e "O Espantalho", terror de 2011. Cumpre o papel a que foi proposto. Faz um Jake "loser" na primeira parte do filme até que evolui para um Jake mais aguerrido, infelizmente demora a crescer. O roteiro não ajuda em nada, mas o ator se sai bem.

Tony Cobb é vivido por Stephen Lang. Logo de cara fiquei feliz ao vê-lo no filme. Mas, para minha decepção o papel dele é tão idiota, tão idiota, tão raso que perdi todo o tesão. Pra quem não lembra, Lang é o vilão de “Avatar” Coronel Miles Quaritch. Está na série "Terra Nova" (que ainda espera nova temporada) e participou do remake de "Conan".

Nas primeiras cenas mostra um trabalhador debochado, cheio de piadas e respostas. Mas, se torna um zumbi enlouquecido, com cenas tragicômicas. Se perdeu num filme ruim, com diálogos ruins e final pior ainda.

Na parte técnica, o filme foi de baixíssimo orçamento. Efeitos especiais sofríveis e uma direção rasa e fácil. Nenhuma surpresa, nenhum grande "twist".

Final previsível, bobo, chega a dar vergonha alheia. Se W.W. Jacobs ficasse sabendo que usaram o nome dele para fazer o filme estaria se revirando no caixão.





Comentários