30 de abril de 2014

Tudo sobre Doppelgänger, a sua Cópia Idêntica (O que é, objetivos, vários relatos, mídia...)

Já imaginou você ter uma cópia idêntica, que se passa por você enganando outras pessoas? Isso existe e tem até nome: Doppelgänger!

Imagine a seguinte situação: você está no seu quarto, mexendo no seu Facebook, depois no blog AssombradO.com.br, ouvindo aquela música gostosa, quando de repente entra seu irmão no quarto e diz que te viu na cozinha. É claro que você responde que não estava lá, que ficou o tempo inteiro no seu computador, mas seu irmão insiste que te viu na cozinha e até falou com você. Loucura? Não. Segundo uma lenda alemã, existe um ser que tem o dom de "clonar" uma pessoa e imitá-la nos mínimos detalhes. Esse ser é chamado de Doppelgänger.

O nome Doppelgänger se originou da fusão das palavras alemãs doppel (significa duplo, réplica ou duplicata) e gänger (andante, ambulante ou aquele que vaga).

Não confundir Doppelgänger com o fenômeno da Bilocação, que é quando a pessoa conscientemente pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, mas as duas pessoas ainda são a mesma. No caso do Doppelgänger, o que se vê muitos acreditam é o gênio contrário da pessoa.

Qual o objetivo de um Doppelgänger?

Muitos dizem que ele é considerado o lado negativo, que tenta influenciar a pessoa a fazer coisas cruéis, que ela não faria normalmente. Outros acreditam que esta criatura poderia ser um conselheiro invisível, que seria visível somente para o que o tem.

Eu já vi alguns episódios do programa "Paranormal Witness" e da série "Assombrações" onde as pessoas relatam que viram um Doppelgänger, e não era coisa boa não. Geralmente é associado a maldade.

O que significa ver um Doppelgänger?

É muito discutido o que significa ver um Doppelgänger, mas em geral não é coisa boa. Varia de acordo com quem vê:

Você ver seu próprio Doppelgänger: ferrou amigo... dizem que é sinal de que você está para morrer, pois dizem que na verdade você está vendo é sua própria alma saindo do corpo e indo para o mundo astral.

Os outros verem o Doppelgänger: isso é o que ocorreu no exemplo acima. O carinha que viu o Doppelgänger do irmão na cozinha. Significa que o irmão vai passar por um período de azar, terá problemas emocionais e tudo mais...

Alguns Casos Famosos

Hora de conhecer alguns casos famosos. Não se preocupe que em seguida vem os casos que recebi através do meu site Sobrenatural.Org

John Donne. Saiba mais.
- John Donne, o poeta do século 16 Inglês, cujo trabalho muitas vezes tocou na metafísica, foi visitado por um Doppelganger enquanto ele estava em Paris – não dele, mas de sua esposa. Ela lhe apareceu segurando um bebê recém-nascido. A esposa de Donne estava grávida na época, mas a aparição foi um presságio de grande tristeza. No mesmo momento que o Doppelganger apareceu, sua esposa havia dado à luz uma criança natimorta.

- Percy Bysshe Shelley, ainda considerado um dos maiores poetas da língua Inglesa, encontrou seu doppelganger na Itália. O fantasma silenciosamente apontou em direção ao Mar Mediterrâneo. Não muito tempo depois, e pouco antes de seu aniversário de 30 anos em 1822, Shelley morreu em um acidente com um barco a vela – afogado no Mar Mediterrâneo.

Guy de Maupassant, romancista francês e contista, alegou ter sido perseguido pelo seu doppelganger perto do fim de sua vida. Em uma ocasião, ele disse, esta “cópia” entrou em seu quarto, sentou-se em frente a ele e começou a ditar o que Maupassant estava escrevendo. Ele escreveu sobre essa experiência em seu conto “Lui”.

- Rainha Elizabeth I da Inglaterra ficou chocada ao ver sua sósia deitada na sua cama. A rainha morreu logo depois.

Abraham Lincoln
- Abrahan Lincoln. Segundo informações, um dia antes do assassinato de Lincoln, um doppelgänger apareceu nos sonhos de sua esposa.

- Emilie Sagee: Um dos relatos mais fascinantes de um doppelganger vem do escritor americano Robert Dale Owen, que ouviu a história de Julie von Güldenstubbe, a segunda filha do barão von Güldenstubbe. Em 1845, quando von Güldenstubbe tinha 13 anos, ela participou de Pensionat von Neuwelcke, escola, perto de Wolmar no que é hoje Letónia. Um de seus professores era uma mulher de 32 anos de idade, francesa chamada Emilie Sagée. E, embora a administração da escola estava bastante satisfeita com o desempenho de Sagée, ela logo se tornou um objeto de rumores e especulações estranhas. Sagée, ao que parece, teve uma “cópia” que aparecia e desaparecia em plena vista dos alunos.

No meio da aula, um dia, enquanto Sagée estava escrevendo no quadro negro, a sua “cópia” exata apareceu ao lado dela. A sósia copiou precisamente os movimentos da professora cada como ela escreveu, exceto que ele não tinha qualquer giz. O evento foi testemunhado por 13 alunos na sala de aula. Um incidente semelhante foi relatado no jantar uma noite, quando a sósia Sagée foi vista em pé atrás dela, imitando os movimentos dela comendo, embora não possuía utensílios.

A sósia nem sempre imita seus movimentos, no entanto. Em várias ocasiões, Sagée seria vista em uma parte da escola, quando se soube que ela estava em outra naquele exato momento. O exemplo mais impressionante aconteceu em plena vista de todo o corpo discente de 42 alunos em um dia de verão em 1846. As meninas estavam todas reunidas no hall da escola para aula de costura e bordado. Como elas se sentaram nas mesas longas de trabalho, puderam ver claramente Sagée colendo as flores do jardim da escola. Um outro professor foi supervisionar as crianças. Quando este professor deixou a sala para falar com a diretora, a sósia de Sagée apareceu em sua cadeira – enquanto a verdadeira Sagée ainda podia ser vista no jardim. Os alunos puderam observar que os movimentos de Sagée no jardim pareciam cansados ​​enquanto o doppelganger estava sentado, imóvel. Duas meninas valentes aproximaram-se do fantasma e tentaram tocá-lo, mas sentiu uma resistência estranha no ar ao seu redor.Uma menina realmente pisou entre a cadeira do professor e da mesa, passando para a direita através da aparição, que permaneceu imóvel. E, em seguida, lentamente desapareceu.

Sagée alegou nunca ter visto o doppelganger de si mesma, mas disse que sempre quando ia aparecer, ela se sentia esgotada e cansada. Sua cor física até parecia pálida nesses momentos.

Alguns Relatos Recebidos na Sobrenatural.Org

Minha mãe me viu, mas não era eu!
Enviado por Patrícia Novaes
Fonte

Aconteceu comigo em 2001... Minha mãe, como eu já contei em outras postagens, trabalha na Santa Casa da minha cidade. E aos domingos eu tinha o costume de ir passar o dia na casa de uma amiga de infância, no final do dia ia encontrá-la. Nesse dia minha mãe me avisou que no horário estaria me esperando no andar térreo, na Ortopedia.

O Hospital é grande, quando não a encontrava eu ficava no 4º andar (Pediatria) esperando, porque ela sempre passava por lá. Mas aconteceu que eu atrasei um pouco porque perdi o ônibus e nem avisei, fui direito! Assim que cheguei fui a Ortopedia como combinamos, mas ela não estava, entrei e procurei nos corredores do setor e nada dela! Eu nem estranhei e fui direito ao 4º andar porque eu sabia que estaria ou passaria por lá como sempre. Quando o elevador parou, uma enfermeira amiga dela me viu  e falou:
- Sua mãe ta brava com você, ela ta te procurando faz tempo já!

Logo eu fiquei com medo dela brigar comigo por causa do atraso, ela já é meio brava mesmo sem motivos...rs. Eu disse à ela que tinha acabado de chegar lá e ela começou a falar de novo comigo quando minha mãe chegou pelas escadas, muito brava. E falava assim:

- Você é surda ou se faz? Eu te gritei no corredor e na escada e você não ouviu???...

E tinha acontecido algo também que ela já estava nervosa, mas não lembro direito o que era. Eu falei:

- Mas mãe!! Eu nem vim por escada não, eu fui lá e a senhora não estava, então subi direto...

Penso que ela achou que eu estava "zuando" com ela e ficou mais brava ainda. E eu insisti que eu não fui pelas escadas, que ela estava era confundindo. Ela pegou suas coisas e foi na frente e nem falou mais comigo. Mas depois de um tempo me contou que no horário de sempre ela me viu passar pelo corredor da Ortopedia, então gritou meu nome e disse que nem olhei, então foi atrás de mim e eu fui pelas escadas, ela me viu na virada pra outra escadaria de outro andar, foi quando gritou meu nome de novo e não me alcançou mais. Voltou, pegou suas coisas e foi me procurar novamente... Perguntou de mim, mas ninguém me viu por lá, até que ela estava no terceiro e subiu as escadas até o quarto no momento que eu estava lá.

Ela diz que não entende, porque nunca ia me confundir com outra menina a uma distância tão curta, principalmente quando parou nas escadas e me chamou pela última vez antes de descer, por isso se zangou mais quando chamou e ''eu'' nem olhei, continuei subindo! Disse ainda que as roupas eram idênticas as minhas. No dia eu estava com uma calça preta e blusinha gola polo vermelha, além do cabelo e jeito de andar.

Minha mãe nunca iria mentir uma coisa destas... Acredito nela!

Meu irmão
Enviado por MissBiaM
Fonte

Eu estava um dia assistindo TV a noite. O quarto do meu irmão é do lado da sala de TV. Ele vivie jogando jogos de computador com os amigos dele, online, coisas assim. Tava passando um filme bem legal, que eu sabia que ele adorava também, mas estava tão compenetrada na cena que resolvi ficar por ali mesmo e não chamá-lo.

Ele entrou na sala, sentou do meu lado, assistiu por uns 5 segundos e sai. Eu pensei: "que coisa, porque ele não fica vendo o filme comigo se ele curte tanto?" E resolvi levantar para chamá-lo. Quando me encostei no batente da porta dele, ele estava ali, jogando ainda, super empolgado, falando pelo skype com os amigos dele. Eu perguntei: "O mano, porque você não  ficou vendo o filme comigo? Ta passando o filme X ( porque não me recordo agora qual foi o filme), pensei que você queria ver também." E ele: "Eu não fui ver filme, e nem vou, se eu sair do jogo agora eu morro." Daí, achando estranho eu perguntei de novo: "Como assim você não tava vendo filme? Você não acabou de entrar na sala e sentou do meu lado pra ver o filme?". E ele: "Não, se ta louca? Já disse que se eu parar aqui eu morro." E ele voltou a falar com os amigos dele.

Eu estranhei e voltei a me sentar no sofá. Não consegui parar de pensar naquilo. Se não foi meu irmão, quem passou na minha frente e se sentou do meu lado enquanto eu via o filme? Isso aconteceu há uns dois anos e esses dias eu falei disso com as minhas amigas da faculdade, que já experimentaram várias situações paranormais também. Uma delas me disse: "Sabe que quando alguém ve alguma coisa, não percebe. Não é uma coisa nítida, e na hora você nem percebe mesmo. Só lembra depois, que viu um vulto." Não sei se foi mesmo isso, mas que foi sinistro foi...

Doppelgänger?
Enviado por Troll-bem-gordo-do-bem
Fonte

Hoje vou contar uns lances estranhos que ocorreram recentemente com membros de minha família.

O primeiro aconteceu acho que foi em outubro, numa manhã. Minha mãe estava atrasada para o trabalho, e acho que foi por isso que ela não pode parar e dar maior atenção a este amigo.

Bem, ela estava apressada, e no trajeto ela passa em frente a uma Santa Casa, e passando na esquina desta, ela viu um amigo dela chorando muito parado em frente ao hospital. Penalizada, ela se aproximou dele (o nome dele não é este, mas é um nome pouco comum) e falou: “ -O Alceu, o que aconteceu?” No que ele responde: “- O Cristina, minha mãe acabou de morrer!”

Minha mãe disse que eles se abraçaram, conversaram mais um pouquinho, e ela se desculpou de ter de ir, mas prometeu que à tardei ria ao velório.

Chegando ao trabalho, ela ligou para casa avisando do ocorrido a meu pai, e pediu que ele entrasse em contato com meu tio, pois tanto seu amigo, como sua mãe são pessoas ativas nos grupos de Umbanda e Kardecismo que nós frequentamos.

Ah, um detalhe, este amigo, tem um porte físico peculiar: ele é alto, robusto, muito parecido com o cantor Sidney Magal, tendo inclusive a voz um tanto rouca, coisa eu peal vida afora ele se passaria por cover do cantor tranquilamente, sendo apelidado de Sidney Magal. Este detalhe é crucial, pois, dificilmente (embora não seja de todo improvável) minha mãe se enganaria de pessoa, pois o homem sabia até o nome dela e ele atendeu prontamente pelo seu nome.

Bem, voltando ao trabalho de minha mãe,meu tio liga, querendo saber dos detalhes, e como minha mãe ficou sabendo da morte, pois ele demorou em conseguir ligar para o celular do Alceu, já ele estava a uma cidade há uns 180 km de distancia, pois usa mãe estava mesmo em estado crítico e foi transferida para esta cidade, pois os hospitais são especializados.

Também falou que a mãe dele havia mesmo morrido naquela manhã depois de ter passado a madrugada inteira em agonia; mas não tinham ainda avisado ninguém fora da família.

Então a causa do espanto da minha mãe: ela teria confortado um desconhecido, nestas coincidências bizarras, onde pessoas são parecidas umas às outras, com nomes iguais, em circunstancias iguais... e pior, numa cidadezinha de pouco mais de 80 mil pessoas?  É bem provável, mas não deixaria de ser fantástico, não é mesmo, amigo leitor?!

O segundo lace aconteceu agora, com meu marido no mês de janeiro. Como estamos em ano de pleito, e político que é político fica todo assanhado atrás de votos bem antes do tempo de campanha eleitoral. E o que aconteceu foi isso mesmo.

Meu marido é muito conhecido de um senhor que a vida toda trabalho ligado na prefeitura com esportes de lazer.  E este eterno candidato a alguma coisa, sempre esta presente nos campeonatos de futebol amadores da cidade.

Mas, há também neste caso um detalhe: este homem esta lutando contra um câncer há alguns meses. Por isso, o espanto do meu marido em ver este homem forte e sadio andando no meio dos torcedores, numa manhã de verão quente pra dedéu!

Este suposto pré-candidato, segundo meu marido estava andando no meio do povo, e meu marido disse que não chegou a conversar com ele (eles são colegas de colégio, portanto tem certo grau de amizade) porque estava ocupado em saber do esquema tático do time que ele torce, ou coisa parecida. Enfim, meu marido estava entretido com algo que ele julgava mais importante. Mas, assim de deu uma brecha ele procurou àquele seu colega, para saber mais sobre sua melhora, como ai a campanha, enfim, por a fofoca em dia.

Mas, meu marido não o encontrou mais. Na semana seguinte depois do jogo semanal, não o encontrando novamente por lá, resolveu dar uma passada rápida na casa deste amigo, para ter notícias dele. O que não foi um susto: o suposto sujeito, esta há meses na cama, pois sua doença esta se espalhando, e se instalou no osso da coluna.

O pobre homem esta há tempos impossibilitado de sair do quarto, portanto impossível ele estar por andando embaixo do sol, assistindo jogo.

Meu marido jura que era ele mesmo, e não uma pessoa parecida, como eu sugeri. Que talvez fosse outra pessoa que ele inconsciente ligou a este homem. Ou que o cérebro se enganou, confundindo-o. Mas, não,meu marido afirma que era ele mesmo, pois estava vestido uma antigo uniforme do São Paulo, que usava a vida toda. Detalhe que meu marido afirma, pois o que o chamou atenção: ele estava de abrigo esportivo, inclusive com o casaco preto e vermelho, num calor de quase quarenta graus.

E era este detalhe que fez meu marido se lembrar que seu colega estava doente e que talvez mesmo em estado febril, não deixaria a oportunidade de fazer campanha. O que faz sentido.

Mas, seria o desejo do moribundo de participar de algo que ele tanto ama, e se projetar ao local? Bem, casos assim existem relatos aos montes, embora não tenha sido provado propriamente.

Doppelgänger!
Enviado por Jose Jorge Junior
Fonte

Meu relato não é muito longo, mas afianço que é verdadeiro. Aconteceu entre agosto e outubro deste ano de 2010.

Isso aconteceu numa noite, não lembro de qual dia da semana. Tenho uma companheira, mas não vivemos juntos, pois preferimos cada qual em seu canto. Nessa determinada noite, ela veio dormir comigo. Eu estava no quarto de casal, rezando o terço, após o jantar, e ela estava na sala de visitas, assistindo TV em companhia de outra pessoa. Quando menos espero, ela abre a porta do quarto, e me pergunta quanto tempo fazia que eu voltara do quintal. Achei a pergunta estranha, e disse-lhe que não saíra mais do quarto, desde a hora em que iniciara as minhas preces. Ela ficou completamente arrepiada, chegou a me mostrar os braços, e disse-me que, alguns minutos antes, passara por ela, na sala de visitas, uma pessoa absolutamente igual a mim, mesmo jeito de andar, mesmo pijama, tudo igual, e saíra pela porta da cozinha que dá acesso ao quintal!

O mais interessante  foi que apenas ela viu, apesar de haver mais uma pessoa com ela na sala, além de várias cadelas que costumo criar. Nem mesmo as cadelas pareciam ter percebido algo de anormal.

A explicação que logo me veio à mente foi a do fenômeno denominado Doppelgänger, que em alemão significa "duplicata ambulante". Teria sido, talvez, o meu alter-ego, que surgiu de uma dimensão paralela, sabe-se lá com que propósitos? Espero que este relato seja publicado, para ver se alguém me dá uma opinião.

Doppelganger
Enviado por Thiago R. Martins Brito
Fonte

Isso aconteceu ano de 2007, quando minha mãe havia viajado. Ela me deixou com minha prima de 25 anos e o namorado dela aqui em casa , até ai tudo bem. Quando era umas 11 da noite nós fomos na sala assistir  300 , o tempo passou e eu enjoei do filme e fui pro meu quarto , só que logo depois minha prima entrou no meu quarto para se trocar, só que quando ela abriu a porta estava eu lá no quarto e ela começou a ficar com uma cara de assustada e começou a dizer que ela tinha me visto entrando no quarto da minha mãe e que ela tentou falar comigo mas o suposto "eu" não respondia. Bom talvez não seja o caso de ser um doppelganger, mas eu tinha lido sobre e achei parecido com o que aconteceu comigo e com minha prima , mas o que me deixa muito curioso é que minha ex-namorada jura até hojê que um dia no colegio ela me viu andando pelo corredor onde fica a sala dela, sendo que eu nem havia ido ao colégio nesse dia. Bom seja o que for... é estranho....

Minha História Assombrada: Jogo do Copo criou um Doppelgänger!
Enviado por um usuário que preferiu o anonimato
Fonte

Tinha dezoito anos e estava servindo o exército. Era uma noite de sexta feira e estava na enfermaria pois havia me acidentado durante um treinamento de operações na selva, machuquei minhas costas e estava em observação na enfermaria do quartel.

Havia naquela noite o cabo enfermeiro plantonista, eu e mais dois soldados também em observação que seriam liberados no dia seguinte.

Não lembro de quem foi a ideia de fazer o jogo do copo, mas lembro que aceitei prontamente de participar, tanto que foi montado no chão ao lado da minha cama com letras e números improvisados e um copo americano que havia na cozinha da enfermaria.

Não tinha janelas onde estávamos e a porta estava fechada alem de já passar da dez da noite, horário onde todos se recolhem e só fica a patrulha circulando pelo quartel.

As coisas estranhas começaram quando eu coloquei o meu dedo sobre o copo. Ele começou a suar e trincou! Quase que imediatamente um sargento entrou com tudo na enfermaria fazendo a porta bater com toda a força na parede, e gritou para nós:

- Parem com isso imediatamente, vocês são loucos? Não sabem que não podem fazer isso aqui?

Ele recolheu tudo, inclusive o copo rachado, e levou com ele sem dizer uma palavra. Ficamos todos calados, observando ele sair.

Não entendemos nada, mas achamos que tudo acabava ali, o que não aconteceu... Um dos enfermos, um soldado que estava sofrendo de úlcera, se levantou e correu para o banheiro e ouvimos ele vomitar, até que o mesmo aparece na porta do banheiro que fica de frente para as camas, dá uma gargalhada e sai correndo da enfermaria. O cabo grita que ele tem que voltar e sai correndo atras dele, e só volta dez minutos depois, para ligar para o sargento de plantão e avisar que o soldado fugiu. Enquanto ele pega o telefone, o mesmo nos relata que nunca viu ninguém correr daquele jeito.

Eu e o outro soldado não saímos de nossas camas, não saímos da enfermaria.

Só  havia uma porta de entrada e saída, só havia um banheiro, e por isso não tinha como ninguém voltar sem que pudéssemos ver, e foi quando o soldado que supostamente fugiu apareceu na porta do banheiro resmungando que seu estomago doía muito.

Passamos a noite em claro, todos sentados na mesma cama olhando para a porta do banheiro, esperando sabe-se lá o que mais poderia sair de lá.

Este relato é fiel ao que se passou naquela noite e isso já tem vinte anos que aconteceu, mas nunca esqueci.

Doppelgänger na Mídia

Chefe Doppelganger do jogo
Devil May Cry 3
Não é raro ver Doppelgänger em filme, série e jogos.

O jogo Devil May Cry 3 tem um chefe que é um Doppelganger. O excelente jogo Far Cry 3 - faltou 2 troféus para eu platinar :( - também tem doopelganger

Na série The Vampire Diares a partir do final da primeira temporada e segunda temporada em diante passou a se falar muito sobre a Doppelgänger da personagem principal (Elena).

A famosa série How I Met Your Mother teve seu episódio sobre Doppelgänger, o nº 24 da 5ª temporada

E pesquisando achei até uma série chamada Doppelgänger de 1971 (não sei mais nada sobre ela. Se você sabe, deixe nos comentários...)

Elena e Katherine, doppelgangers na série
The Vampire Diaries
Existe um filme chamado Journey to the Far Side of the Sun, que no Brasil foi traduzido como: Doppelganger. É um filme britânico de 1969 dirigido por Robert Parrish e estrelado por Roy Thinnes, Ian Hendry, Lynn Loring e Patrick Wymark. No filme, uma missão conjunta NASA-Europa para investigar um planeta em uma posição paralela a Terra atrás do Sol termina em desastre com a morte de um astronauta. Seu colega percebe que o planeta é uma cópia reflexa da Terra, onde todos os aspectos da vida correm ao contrário. Quer assistir?

Capa do filme "Enigma Mortal"
Tem mais filme! Doppelganger (1993) em inglês, no Brasil Enigma Mortal, com Drew Barrymore. Sinopse: Depois que sua mãe é brutalmente assasinada, a tímida Holly Gooding é mandada para Los Angeles e acaba encontrando a proteção do escritor Patrick Highsmith (George Newbern). Porém, ele não idéia que está abrigando um terrível perigo sob seu teto. Por trás do rosto ingênuo de Holly escondem-se duas personalidades: de um lado, a doce e tímida jovem que todos conhecem; de outro, uma assassina violenta. Quer assistir? Clique aqui então (em inglês)!

Um doppelganger também aparece no filme "Cisne Negro".

Se procurar acha muita coisa, como RPG, no jogo Silent Hill etc. Não vou me alongar aqui. Só quis mostrar que você provavelmente já pode ter visto na sua TV sobre Doppelgänger...

A Ciência Explica

Assombrados, aqui tive que literalmente copiar, pois em todas as fontes consultadas, o texto era o seguinte:

O fenômeno Doppelgänger, segundo os meios científicos, é provocado pelo mau funcionamento da junção temporo-parietal, uma região do cérebro responsável pela integração de várias sensações (táteis, visuais e de posicionamento do corpo) que constantemente chegam ao cérebro, "montando" a forma pela qual se entende o mundo e o posicionamento do corpo em relação ao que está ao redor. O mau funcionamento dessa região pode, portanto, acarretar o desacoplamento da percepção inconsciente do corpo e da sua representação no espaço. Quando as sensações táteis, de equilíbrio e visuais não coincidem entre si, a compreensão da localização do corpo e do que é pessoal ou extrapessoal perde-se, e tem-se a origem da intrigante sensação autoscópica ou extracorpórea, o que poderia explicar a visão do Doppelgänger.

Consultei os livros da Loja Sobrenatural para ver se algum falava sobre Doppelgänger, mas o único encontrado está indisponível: Guia das Bruxas sobre Fantasmas e o Sobrenatural. Então recorro a vocês, se souber algo a mais, escrevam nas opiniões que eu atualizo aqui!

Existe Doppelgänger sim, veja essas fotos!

Abaixo, algumas fotos de famosos e pessoas de outras épocas que são muito semelhantes. É claro que não são Doppelgänger, mas hoje está se usando essa palavra para esses casos.

Filipe IV (antigo Rei da Espanha) e Mark Zuckerberg (criador do Facebook)
Justin Timberlake (cantor) e uma foto de um antigo bandido
Nicolae Grigorescu (pintor romeno do Século XIX) e Orlando Bloom (ator)
Nicolas Cage (ator) e um homem em 1870
John Travolta (ator) e um homem desconhecido do Século XIX)
Alec Baldwin (ator) e Millard Fillmore (Ex-Presidente dos EUA)
Esse post foi uma sugestão da assombrada leitora Cris Protes

Fontes (acessadas em 30/04/2014):
- Wikipedia.pt: Doppelgänger
- Wikipedia.en: Doppelgänger
- Caixa de Pandora: O mistério de doppelgänger
- MedoB: Doppelgänger (Doppelganger)
- Wikipedia.pt: Doppelgangers (How I Met Your Mother)
- IMDB: Doppelgänger 
- Wikipedia.pt: Doppelgänger (filme)
- Frigideira: 26 famosos que se parecem com pessoas do passado
- Segredos.Org: Doppelganger – Sua Cópia Idêntica
- AssombradO.com.br: Minha História Assombrada: Jogo do Copo criou um Doppelgänger!
- Sobrenatural.Org: Doppelgänger!
- Sobrenatural.Org: Doppelgänger?
- Sobrenatural.Org: Meu irmão
- Sobrenatural.Org: Minha mãe me viu, mas não era eu!
- Sobrenatural.Org: Doppelganger
- DevilMayCry.Wikia.com: Doppelganger the Deathvoid
Comentários