9 de abril de 2014

Parapsicologia e seus Fenômenos Extra-Normais: Tiptologia

Conheça mais um fenômeno estudado pela parapsicologia, a tiptologia. Ela engloba entre várias coisas, os barulhos e as pancadas que ocorrem nas "casas mal-assombradas". Para muitos, eles deram origem ao espiritismo moderno.

(grego: typto = bater, ferir, golpear, e logos = palavra)

Explicamos a tiptologia através da telergia (Recomendamos ler nosso post sobre Telergia), ação do inconsciente manejando a energia física transformada; especialmente em certos casos como "quando se pode mesmo provocar ruídos ritmados como uma marcha ou uma fanfarra, não obstante a mão do dotado estar imóvel". O fenômeno é parapsicológico, não tem nada a ver com entidades do além.

A tiptologia é mais facilmente obtida em madeira, mas também ocorrem em metais com menor frequência. Os "raps" não são superficiais, a telergia, de modo análogo a eletricidade ou magnetismo, age sob a direção da vontade do inconsciente, na estrutura interna dos objetos.
Um dado curioso deste fenômeno é a perda de peso do dotado durante a produção de raps (isto prova que é um fenômeno extra-normal), como nos descreve o Dr. Crawford:

"Achando-seo médium sobre a balança e estabelecida a tara exatamente em 59 quilos, pedi que batessem no chão. Fizeram-se ouvir uma ou duas pancadas apenas perceptíveis. Sucederam-se, depois a intervalos de alguns segundos. A medida que se tornavam mais fortes, notava-se uma coisa estranha: no momento dos raps, o fiel, as vezes, erguia-se até o limite, ou, ao contrário, caia totalmente.

Ao principio, não compreendi nada do que se passava. Depois, notei que o peso do medium diminuia, mormente quando os golpes eram mais fortes. Durante as marteladas, o peso permaneceu igual a 55 quilos e 400 gramas, até o fim da experiência, que durou um minuto. A diminuição do peso era de 3.600 quilos".

A tiptologia também pode apresentar inteligência em pequenas doses, geralmente supera a do dotado. Isto é uma característica de cada dotado.

Possíveis Explicações

Algumas teorias tentam explicar a tiptologia, como a teoria Hyloclástica, proposta por Sutre, mas a que mais aceita é a Haste Psíquica do Dr. Crawford, que descrevemos agora:

"Minhas conclusões gerais são ... : todos os fenômenos produzidos são causados por projeções flexíveis, semelhantes a hastes, que saem do corpo do médium. Essas hastes são a causa das manifestações... Primeiro: sai diretamente do copo do médium que da mesma maneira a reabsorve... Sexto: todos os movimentos do raio são produzidos no íntimo do corpo do médium. Sétimo: as dimensões do raio variam extremamente, assim como a força e condição de seu terminal livre. Para os raps comuns, certa quantidade de matéria parece concentrar-se próxima a extremidade; para outras manifestações sonoras tais como a reprodução de uma bala que recocheteia, o ruído de uma serra, os arranhões etc. parece haver modificações especiais".

Fraudes na Tiptologia

Um gueridom (guéridon) é uma espécie de mesa diminuta
 e de forma arrendonda, usualmente coberta por um tampo
de mármore e contendo um único pé central.
Quem já leu o artigo sobre Fotogênese, se lembra que escrevi que a fotogênese e a tiptologia eram os efeitos mais fáceis de serem fraudados. Isto porque a tiptologia nada mais é do que batidas, ou "raps" (pancada, golpe, batida, que na forma verbal significa bater repetidamente, golpear repetidamente...).

- Aparelhos Especiais: nas lojas para mágicos e médiuns, vendem-se diversos aparelhos para trucar a tiptologia, como o "guéridom" espírita, "o martelo dos médiuns americanos", o "cri-cri", etc...

- Próprios médiuns: através de movimentos imperceptíveis e as vezes inconscientes, como a ponta do dedo pulsar sobre a mesa, médiuns que golpeiam com o pé as mesas, ...

- Tornozelos, Joelhos, Tendões e outros: é possível através de treino produzir a tiptologia através das articulações dos tornozelos e joelhos. Este movimentos de articulações são os que podemos chamar clássico e mais técnico para a tiptologia fraudulenta. Também produzimos atra'ves de movimentos do músculo curto peronial. O Dr. Lamballe diz: "Com prática, todo homem pode adquirir a faculdade de produzir, à vontade, semelhantes deslocamentos e batidas secas, que se escutam a distância".

Tiptologia Causada por Causas Normais:

A eletricidade pode criar barulhos
É comum a natureza produzir sons. Alguns são produzidos por:

- Eletricidade: Este fenômeno não é raro em altas montanhas, os bastões frequentemente neste locais começam a ronronar ou crepitar

- Umidade, as rochas que cantam: Algumas espécies de rochas "cantam". São os chamados fonólitos. Este fenômenos se explica pelo fato de que a umidade penetrou na massa porosa dessas pedras de origem vulcânica e se evapora sob a ação solar e provoca contrações moleculares, causadoras dessas espécies de raps.

- Calor: o calor é utilizado para explicar os raps produzidos pelo contato das mãos do dotado com e dos assistentes, sobre uma mesa, tamborete ou outros adequados objetos de madeira. Lembro que em uma casa que morei, meu pai colocou chão de taco. Assombrados, de noite tinha tanto estralo causado pela dilatação!

Origem do Espiritismo Moderno?

CLIQUE AQUI para ler "Hydesville: O Berço do Espiritismo"
No dia 11 de dezembro de 1847, a família do Sr. John D. Fox mudou-se para um vilarejo próximo a cidade de Rochester, estado de Nova York, chamado Hydesville, para uma casa que a vizinhança e os antigos moradores diziam ser mal-assombrada. O Sr. Fox tinha três filhas, sendo que, Margaret (também chamada de Maggie) (1833-1893) e Kate (1837-1892) moravam com ele e a outra filha, Leah (1814-1890), morava em Rochester.

Durante quatro meses eles escutaram uma batida aqui, outra ali, nada demais. Então em março de 1848 tudo mudou e as batidas começaram a incomodar, ficando mais violentas. Além disso se ouvia muito nitidamente barulhos como de móveis sendo arrastados. As duas filhas do casal, adolescentes, ficavam com muito medo, até que no dia 31 Kate se irritou e desafiou a força invisível que as causava. Ela disse que ia bater palmas e era para a entidade repetir com golpes, o que aconteceu. A mãe das garotas estava perto e percebeu que a força invisível tinha inteligência, pois soube interpretar as palavras da filha, e resolveu fazer um teste. Perguntou para a entidade quantos anos tinham suas filhas e ela acertou. Então ela perguntou se os ruídos eram provocados por um ser humano, mas não ouve resposta. Mudou a pergunta para: "É um espírito? Se for, dê duas batidas" e duas pancadas foram ouvidas! A conversa continuou e ela acabou descobrindo que quem fazia os ruídos era o espírito de um mascate que fora assassinado naquela casa há cinco anos e enterrado ali mesmo. Continue lendo clicando aqui...

.
Fontes: 
As forças físicas da mente - Tomo 1 - Oscar G. Quevedo
CLIQUE AQUI para ler "Fenômeno Extra-Normal: Telergia"
CLIQUE AQUI para ler "Telecinésia: Aprenda a usar a Força da Mente para Mover Objetos"
CLIQUE AQUI para ler "Parapsicologia e seus Fenômenos Extra-Normais: Fotogênese"
Comentários