9 de abril de 2014

Minha História Assombrada: Feliz Aniversário

Não tenho motivos para criar fantasias. O seguinte relato aconteceu no dia 03/12/2005. Em janeiro de 2004 perdi de maneira repentina minha mãe. Tínhamos uma ligação muito forte, foi a pior fase da minha vida, se não tivesse minha esposa e minha filha para me amparar não teria suportado a dor da saudade, que ainda hoje é grande, porém a confiança em Deus que ela está em um lugar de luz torna a saudade suportável.

Às 07:00 do dia 10/04/04, me deparei com minha mãe se sentindo mal, de imediato ela foi levada para o hospital. O mais incrível foi que neste dia eu estava resignado e tinha certeza que a hora da sua partida havia chegado, o que aconteceu às 16:00hs do mesmo dia. Foi terrível, porém consegui superar, mas sempre no dia do meu aniversário, a dor da saudade aumentava pois ela sempre era a primeira a me abraçar. Neste dia (03 dezembro de 2006), eu havia chorado muito, pedi muito a Deus que ele desse permissão para ela (minha mãe) vir me visitar, nem que fosse só por um segundo já seria o suficiente. Às 22:00hs estava vendo televisão no meu quarto com minha esposa e minha filha. Não estava dormindo, estava perfeitamente lúcido e acordado quando senti meu corpo todo paralisado, aquela sensação de outra pessoa dentro do quarto foi tão grande que gritei. Foi quando eu escutei nitidamente a voz da minha mãe dizendo: "não tenha medo meu filho, é a mamãe" e um odor de rosas tomou conta do quarto. Não é preciso dizer que chorei, só que desta vez de alegria por receber a visita da pessoa que a cada dia amo mais... "minha mãe".

Todos os dias agradeço a Deus por este momento que passei.

História assombrada enviada por Luiz Eduardo Serrão da Silva

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Então clique aqui.
Comentários