31 de março de 2014

Fotos de Fantasmas na Cultura Japonesa (Parte 09)

Fotos inquietantes lá do outro lado do mundo e suas explicações sob a ótica da cultura nipônica, que possui um lado espiritual profundo e tradicional, chegando até mesmo a serem exageradamente supersticiosos na interpretação de fotos de supostas manifestações espirituais.

Independente das fotos aqui apresentadas serem erros de identidade, manchas, arranhões no negativo, dupla exposição ou pareidolia, o conteúdo desta série não está exclusivamente nas imagens, mas também, no texto explicativo entre elas, nos fazendo refletir sobre a semelhança com a nossa cultura em alguns casos ou a total diferença em outros.

Caso 1: Escola

Uma foto tomada na sala de aula com todos os alunos, onde cada um deles está com uma expressiva fisionomia. Mas no meio dessa reunião para a foto, eis que aparece um espírito sinistro.

Próximo da gola do abrigo branco do garoto à esquerda da foto, se pode ver o seu rosto saliente.

Segundo o colaborador, existe o boato nessa escola, de que o espírito de uma aluna vaga pelas salas de aula. O colaborador menciona se não seria justamente tal manifestação na foto. Nesta mesma sala de aula, as janelas fechadas aparecem abertas, sem intervenção humana, com certa frequência. De qualquer maneira, não há a menor dúvida de que se trata de um espírito que assombra essa escola.



Caso 2: Estacionamento

À noite no estacionamento, o pai do colaborador toma uma foto ao lado do seu carro novo. A parte de cima de um espírito flutua à direita da foto, próximo do lado do passageiro.
Este é um espírito errante que não aceitou a morte do corpo físico* e que fez deste estacionamento a sua morada.

Segundo o colaborador, antes de fazerem deste lugar um estacionamento, havia uma única casa no terreno no qual, a dona se suicidou por enforcamento.
Por mais que a casa tenha sido demolida, o espírito dela é avistado com certa frequência. Esta manifestação emana uma energia muito triste.

*Do original Jibakurei, que seriam manifestações de espíritos que não aceitaram a morte do corpo físico e acabam presos a um lugar.




Caso 3: Casamento

Os sorridentes recém-casados, tratam de acender a vela que está na mesa em uma instantânea no dia do casamento. Porém, olhando com atenção, se nota que das chamas do isqueiro aparece algo com a forma de uma mão.

Na verdade, esta também se trata de uma foto de fantasma, pois esse efeito foi causado pelo rancor de um espírito ancestral dos noivos ou pela ação da alma de um vivo**.
De qualquer maneira, é um efeito provocado pela alma de alguém que não aprova esse matrimônio.

**Do original Ikiryou, que seria a manifestação da alma separada do corpo de uma pessoa viva. Se alguém tem um rancor forte contra outra pessoa, acredita-se que a sua alma pode temporariamente deixar o seu corpo e se aproximar do alvo de seu ódio, para amaldiçoá-lo ou prejudicá-lo. Acredita-se também, que as almas saem de um corpo vivo, quando este está muito doente ou em coma. Tais ikiryou não são mal-intencionados.



Caso 4: Azul

O retrato de um grupo de tênis de mesa de uma certa escola. Segundo o colaborador, a foto é do tempo em que seu irmão mais velho, participava dessa junta.
À direita da foto, se pode notar que a metade do corpo do rapaz está azulada. Este é um efeito provocado por um espírito que estava passando pelo local e que acidentalmente se encostou no garoto.

O rancor não é forte e a obsessão não é tão potente, sendo um tipo de espírito que abandona o nosso plano terrestre muito lentamente. Porém, não sabemos quais as intensões que esse espírito teve, ao se encostar no aluno.



Caso 5: Sudeste da Ásia

Esta foto foi tomada quando os colaboradores visitaram as ruínas de um famoso lugar no sudeste da Ásia. O imenso rosto da estátua de Buda em meio às construções é marcante, mas o braço do homem vestido de azul é ainda mais impactante.

Se nota um efeito extraordinário do pulso ao cotovelo, como se uma força descomunal houvesse torcido o seu braço. Acredita-se que esta anomalia foi provocada por um espírito obsessor e sem dúvida, está tratando de enviar algum tipo de aviso a ele, no entanto, não temos como avaliar o teor dessa mensagem.



Tradução/Adaptação: rusmea.com & Mateus Fornazari

Fonte: http://www.nicovideo.jp/

CLIQUE AQUI para ler "Fotos de Fantasmas na Cultura Japonesa (Parte 08)"
CLIQUE AQUI para ler "Fotos de Fantasmas na Cultura Japonesa (Parte 07)"
CLIQUE AQUI para ver as fotos
CLIQUE AQUI para ver as fotos
CLIQUE AQUI para ver as fotos
CLIQUE AQUI para ver as fotos
CLIQUE AQUI para ver as fotos
1ª parte está publicada no rusmea.com: 
Fotos de Fantasmas na Cultura Japonesa
Comentários