14 de fevereiro de 2014

Teoria sugere que o vento seja o responsável pela Esfinge

Ninguém consegue datar a idade da Esfinge, mas existe uma teoria radical que diz que a imagem meio-homem, meio-leão, não foi nem sequer iniciada pelos egípcios. Então, quem a fez?

Como eu publiquei hoje um documentário sobre a esfinge, vou postar aqui uma teoria radical que tenta explicar como ela foi feita...

Estamos acostumados a pensar que os egípcios construíram a Esfinge no mesmo período que as pirâmides, mas talvez a história seja um pouco diferente.

A 500 quilômetros ao sul da Esfinge, o deserto está repleto de monumentos naturais, que podem fornecer algumas pistas de quem fez a esfinge. Estes monumentos foram formados pelo vento, que leva as areias do deserto por quilômetros. Cada grão de areia é como um mini míssil. Um único grão de areia não faz muito estrago, mas vários grãos ao longo de milhares de anos são capazes de esculpir magníficos monumentos naturais. O mais interessante é que quando o vento sopra em uma direção somente, rochas distintas se formam, rochas que lembram uma Esfinge!

Veja as imagens de algumas destas rochas abaixo e observe como tem o formato da Esfinge:

Imagem atual formada pela força da natureza. Localizada a 500 Km ao sul do Cairo. Lembra a Esfinge ou não?
A força do vento faz os grãos de areia esculpirem as rochas
Formações rochosas encontradas a 500 km do Cairo
Esta rocha lembra o rosto de um alienígena do passado :)
Dá uma olhada nisto, tem o formato da esfinge!
Olha esta imagem, veja o tamanho da rocha! Veja no lado esquerdo, ao fundo, outra "esfinge"
Viram as imagens acima? Algumas lembram o formato da esfinge, concorda? Então... poderia haver na planície de Gizé um enorme bloco de rocha que a 50.000 anos começou a ser esculpido. Os egípcios encontraram este enorme bloco de rocha e podem ter se sentido impelidos a dar um nome e uma função a ela: guardar as pirâmides que foram construídas atrás. Acrescentaram um maravilhoso trabalho de pintura e a incluíram em seus cultos. E foi assim por centenas e centenas de anos.

Mas os anos de glória acabaram e o vento é um escultor que não sabe quando parar, e até hoje continua a erodir a grande esfinge. Os pedreiros modernos de Gizé trabalham o ano todo na recuperação e manutenção dela, mas é uma luta em vão, pois são impotentes contra a natureza.

Sequência da possível formação natural da Esfinge na Planície de Gizé até seu estado atual

1. Uma enorme rocha em formato de crocodilo começa a ser esculpida pela força do vento e areia a 50.000 anos
2. Ao longo de milhares de anos ela toma o formato da Esfinge
3. Os egípcios então lapidam a rocha e constroem pirâmides atrás dela.
4. Por fim, eles pintam a Esfinge e a englobam em seus cultos, mas...
5. O vento não sabe quando parar e continua a erodir a Esfinge.  Esta imagem mostra o estrago causado.
6. Mais detalhes do estado atual de erosão da Esfinge.
7. Esta imagem mostra muito bem as areia atingindo a Esfinge e a erodindo. Os pedreiros modernos tem bastante trabalho em sua manutenção, mas o trabalho é uma causa perdida praticamente.
É uma teoria interessante ou não?

Fonte:
- Documentário Time Machine produzido pela BBC, Episódio 01, The World Shaped By Time

CLIQUE AQUI para ler "Nova teoria explica como os enormes blocos de pedra foram transportados até as pirâmides"

Comentários