5 de fevereiro de 2014

Minha História Assombrada: Minha Irmã Cumpriu a Promessa

Não deixe de ler, é um dos melhores relatos do blog...

Tinha só 14 anos na época, morava em um sítio no Rio e adorava pregar peças nos meus primos, mas aquele dia foi diferente. Passei a noite inteira enganando meus primos e eles foram dormir assustados. Minha irmã me disse que se eu continuasse a fazer isso, quando ela morresse viria me pregar uma peça. Eu encarei como uma brincadeira, mas a verdade é que um ano depois ela veio a falecer vítima de um acidente de carro.

Nem me lembrava mais do que ela dissera. Então quando completou um ano de sua morte, eu estava sozinho em casa, pensando no que acontecera, em como me tornei filho único. Eram 2 da manhã. Minha casa, aliás, o lugar onde eu morava, sempre teve um aspecto assustador com o qual eu já me acostumara.

Naquela noite minha vida mudou. A porta do meu quarto estava entreaberta e dava pra ver a cozinha escura. Eu ouvi quando as gavetas da cozinha se abriram devagar uma a uma. Me levantei assustado da cama. Minha mãe havia ido para Cabo Frio com meu padrasto, eu estava só. Então só podia ter um ladrão em casa. Chorei involuntariamente e fechei os olhos. Ouvi a risada inconfundível da minha irmã, ela estava na cozinha. Eu tremi. Olhei pela fresta da porta e vi seu vestido branco, o que ela usou na sua festa de 15 anos e com o qual fora enterrada. Ela então se virou e eu pude ver seu rosto. Era minha irmã! Fiquei sem voz, abri a janela do quarto e pulei correndo pra casa da minha avó. Ela não acreditou em mim e me mandou de volta pra casa. Mas minha irmã estava lá. Voltei rezando tudo o que sabia, mas resolvi não entrar. Fiquei lá fora esperando amanhecer. Foi quando ela me chamou, chorando. Eu não respondi. Ela voltou a me chamar e eu pedi pra ela ir embora. Ela então continuou a chorar e eu resolvi entrar, afinal era minha irmã e não iria me ferir, nem me machucar, ela me amava.

Ao entrar em casa, percebi que seu choro vinha do quarto da minha mãe. Ela estava sobre a cama paralisada, só mexia os olhos. Eu disse chorando Michelle, você tá legal? - Canta pra mim. - Cantar o que? - Anjinho do céu. A gente cantava junto. Na verdade, ela queria dizer "Mãezinha do céu", uma música que nós aprendemos juntos, mas por algum motivo ela não conseguia dizer a palavra mãe. Eu cantei chorando a música do modo que ela pediu mas não consegui mais, e ela insistia pra eu continuar. Então eu disse: Não é anjinho do céu . É mãezinha do céu e eu quero cantar certo. Ela chorou e pediu pra mim chegar perto. Eu obedeci. Ela me segurou e eu senti a sensação mais estranha da minha vida. Minha cabeça girava. Eu vi um carro capotado, sangue e bombeiros... então ela me soltou e eu caí no chão desesperado. Ela disse: Ela tá vindo! Eu olhei pra janela e vi minha mãe e meu padrasto me olhando com as expressões mais sérias e mais frias que eu já vira. Foi a última coisa que vi antes de desmaiar.

Acordei no dia seguinte com minha avó batendo na porta. Eu estava na cama da minha mãe pensando que tudo aquilo fora um sonho. Quando fui receber minha avó eu entendi tudo: Minha mãe e meu padrasto haviam falecido aquela noite num acidente e minha irmã havia aparecido pra me dar um aviso.

Depois disso, eu sai daquela casa e agora moro com minha esposa no centro do Rio.

História assombrada enviada por Anderson dos Santos Vieira

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Então clique aqui.

Assombrados, que relato é este???? Fez eu ficar aqui arrepiado! Deixe sua opinião.


CLIQUE AQUI para ler "Minha História Assombrada: Aconteceu algo apavorante comigo"
CLIQUE AQUI para ler "Minha História Assombrada: Ela Voltou para buscar a alma prometida"
Comentários