24 de fevereiro de 2014

A Lenda do Almoxarifado (Cubatão-SP)

A mais ou menos 20 anos atrás houve uma tromba d´água que levou à morte dezenas de pessoas entre homens, mulheres e crianças em Cubatão-SP, e até hoje alguns corpos não foram encontrados. Desde então vários relatos de aparições vêem sendo ouvidos por toda a extensão do leito da cachoeira que proporcionou a tragédia. Mas o mais assustador é o de um almoxarifado de uma fábrica de papéis que fica acima do lugar onde mais sumiram corpos.

A cachoeira passa bem abaixo por uma galeria. Uma noite, durante o turno na fábrica, um funcionário foi ao almoxarifado buscar algumas peças para o maquinário quando, ao entrar lá se viu encarado por uma criança de aparentes dez anos lhe pedindo ajuda. Logo em seguida houve um blackout na fábrica deixando o homem preso lá por três horas. Meses depois uma funcionária da limpeza entrou no mesmo almoxarife para buscar produtos de limpeza e se deparou com um grupo de mulheres ajoelhadas, cobertas por véus rezando em voz baixa. Uma delas se virou e disse para a mulher rezar com elas. A mulher pediu demissão no dia seguinte aos prantos.

Agora digam-me: quem colocaria sua imagem e seu emprego em jogo se expondo ao ridículo, ou ainda, ser tomado por louco? Acho que ninguém, a não ser que houvesse pelo menos uma certa verdade na história.

Lenda urbana enviada pelo usuário Spaik. Envie a sua também!
Comentários