10 de fevereiro de 2014

A História de Rufina Cambaceres: Sepultada Viva!

A história da Dama Branca é a lenda urbana mais famosa de Buenos Aires, desde que um famoso ator a teria visto andando próximo ao seu túmulo, no Cemitério da Recoleta. Mas, quem era ela?

Rufina Cambaceres era de uma família da alta sociedade argentina, e nasceu no final do século XIX. Seu pai foi um conhecido escritor. Depois que seu pai morreu, Rufina tornou-se uma adolescente solitária, que recusava todos os rapazes que queriam namorar com ela.

Morreu repentinamente em 1902, no dia em que completou 19 anos de idade. Foi encontrada caída em seu quarto. Reza a lenda que Rufina teve uma parada cardíaca ao descobrir que o único rapaz pelo qual se interessou era amante de sua mãe. Foi sepultada no mausoléu da família.

Agora que começa o mistério que transformou Rufina Cambaceres na Dama Branca, que assombra o Cemitério da Recoleta...

Ela sofreria de catalepsia, e teria sido enterrada viva. Dias depois, perceberam que a terra da sepultura estava se deslocando para cima. Encontraram o caixão aberto e cheio de marcas de unhas, como se Rufina tivesse feito uma desesperada tentativa de sair.

Por esse motivo, a família colocou uma estátua de mármore em seu mausoléu, onde um anjo abrindo a porta representa Rufina abrindo a tampa do caixão...
Comentários