6 de janeiro de 2014

Voltamos! Quais foram as notícias durantes as minhas férias?

Olá assombrados! Estou de volta depois de alguns dias de folga e agora estou aqui a vasculhar a internet atrás de notícias relacionadas ao blog que surgiram neste período e me atualizar. Segue abaixo as principais:

Crop Circle ‘após luz misteriosa’ intriga Califórnia

Um imenso crop circle surgiu na Califórnia, nos Estados Unidos. Moradores locais estão muito intrigados com o ocorrido. A figura misteriosa apareceu em uma fazenda no último fim de semana. O enorme círculo foi feito em Salinas Valley, perto de Monterey. Os primeiros a notar a figura foram dois amigos que afirmam ter visto duas explosões de luz antes do amanhecer de domingo. Ninguém assumiu a autoria do círculo.

O crop cicle da Califórnia
Depois de pesquisarem, descobrindo que tudo indica que o crop cicle é uma farsa, provavelmente um viral.



FontesEts&Etc e Revista UFO

Estrada na Islândia é embargada por "atrapalhar os elfos"

Uma rodovia na Islândia teve sua construção embargada pela Justiça do País por um motivo curioso.  De acordo com a Suprema Corte islandesa a construção iria destruir o lar de milhares de elfos e criaturas místicas.

Os povos místicos são chamados de "Amigos da Lava", de acordo com o jornal britânico The Guardian.  A rodovia seria construída ao sul da capital nacional Reykjavík.

Esta não é a primeira vez que uma obra é embargada na Islândia por causa de seres místicos.  O país tem forte tradição em crenças populares e mitológicas, o que torna o assunto caso de justiça.


Fonte: R7

Americana diz ter passado três semanas com Pé Grande

Encontro aconteceu nos anos 70 e a mulher diz que visita a família de criaturas até hoje.

Keila, uma moradora de Tacoma no Estado norte-americano de Washington, ligou para uma estação de rádio, a Cost To Coast AM, da Georgia, e fez uma revelação bombástica.  

Ela diz ter sido sequestrada pelo Pé Grande e, assim, passou três semanas morando na caverna dele, nas cavernas de Boulder, em Washington.  

Isso foi na década de 1970, quando ela visitou as tais cavernas em um passeio.  

Naquela época, o lugar ainda era considerado parque nacional e, por isso, as pessoas podiam passar a noite acampadas lá. Hoje isso não acontece mais.  


Keila estava com a mãe e o padrasto, mas os dois brigavam tanto na casa que eles alugaram que ela resolveu acampar no meio do mato a aguentar o climão da mesa de jantar.

Como base para sua barraca, ela escolheu uma área próxima a queda de uma cachoeira, mas nem conseguiu ficar muito tempo lá.

Mal Keila havia montado acampamento e uma criatura peluda preta — que ela achou que fosse um urso — se aproximou dela enquanto ela dava um mergulho no lago formado pela queda d'água e ela desmaiou com o susto.

Quando acordou, Keila estava no escuro, dentro de uma caverna acompanhada por um Pé Grande macho cujos olhos brilhavam em um tom vermelho cintilante.  

Keila diz ter ficado lá por três semanas e, nesse tempo, mais Pés Grandes apareceram. A parte mais impressionante é que ela jura que não ficou presa e se manteve lá porque quis.  

Nesse tempo, Keila diz que aprendeu a pescar com as mãos, a curar machucados pequenos e soube como se comunicar com eles.

No fim, ela diz que manteve contato com as criaturas e visita a caverna deles todos os anos. Keila diz ter descoberto que eles são todos de outro planeta e que a nave deles se espatifou contra a Terra e, agora, eles não conseguem mais ir embora.  

O apresentador do programa, George Noory, ainda perguntou se Keila levaria pessoas lá e ela respondeu que sim, desde que ninguém levasse nem câmeras e nem armas.  

Noory diz que, se Keila topar, ele vai com ela, sem câmeras e sem armas, e vai tentar entrevistar os amigos dela.

Fonte: R7

A-320 por pouco colidiu com OVNI

No Reino Unido, foi lançada investigação relacionada com o informe do piloto de um A-320 de que correra o perigo de colisão com um OVNI.

Segundo o comandante do aparelho, no momento em que ele enxergara um OVNI, o avião se encontrava a 10 km de altura e a 32 km do aeroporto de Heathrow. O incidente ocorreu em julho de 2013, mas a informação só foi publicada agora.

 “Um objeto voador não-identificado, parecido com uma bola de rugeby, apareceu a poucos metros da cabine”, transcreve o The Telegraph as palavras do piloto. – Era uma estrutura metálica, de cor prateada”.
“Pensei que a colisão era invitável, já que não havia tempo para desviar o avião. Mas inesperadamente o objeto cobrou altitude e passou quase raspando o avião, por cima dele”, disse o piloto.

Soube-se que nem meteorologistas nem militares utilizaram esse setor durante o incidente.

Fonte: Voz da Rússia
Comentários