21 de janeiro de 2014

Contos Assombrados: A Morte Bate a Porta

Numa certa noite de interior, em meio a uma roda com fogueira, muito frio e histórias de horror, um certo garoto lança um desafio ao amigo. Faremos uma aposta, eu duvido que o Márcio entre no cemitério a meia noite.  Marcio então respondeu ao amigo:

- Aceito o desafio, e não só entro como ainda trago algo para comprovar que estive lá.

Então a meia noite ambos foram ao portão do cemitério, o amigo para ver com seus próprios olhos que Márcio entraria. Ele entra, e o amigo assustado com a escuridão corre de volta para casa e fica lá com os amigos esperando o retorno dele.

Márcio, com muito medo, começa a ouvir passos e vozes, olha para traz e nada vê, havia somente uma enorme escuridão. Com muito medo, arranca logo uma cruz do cemitério e corre desesperado de volta para casa. Ao sair do cemitério ao longe escuta gritos de desespero.

Chegando em meio ao amigos, entra em casa sorridente e mostrando a todos sua coragem, com aquela cruz na mão, prova ao amigo que não tem medo de mortos. Os dois estavam rindo da aposta, quando adentra em casa um dos amigos dizendo:

- Marcio, o João Alves está ai fora te procurando. Ele veio buscar algo dele que está com você.

Marcio olha desesperado para o amigo e diz:

- Mas eu não conheço nenhum João Alves!

No mesmo instante os dois olham para a cruz, e para espanto dos dois, na lápide havia o nome... "João Alves".

FIM!

Conto assombrado enviado por Cibelle Mary

* Tem algum conto e deseja que ele seja publicado? Então clique aqui.
Comentários