13 de janeiro de 2014

A Lenda do Cabeça de Cuia

Lenda da região nordeste, mais forte nos estados do Piauí e Maranhão, o terrível cabeça de cuia é um ser que vive nas águas barrentas do rio Mearim. Algumas pessoas que moram na beira do rio relatam vários episódios. Dizem que o tal cabeça de cuia era um homem forte, mas maltratava muito sua mãe, a ponto de sempre espancá-la.

Um dia ele chegou muito zangado e começou a bater nela, só que ela amaldiçoou ele a viver sempre nas águas barrentas do rio. No mesmo dia ele foi com uma cuia na cabeça tomar banho no rio. Contam que ele deu um grande grito, caiu nas águas e nunca mais foi visto. A maldição permite ele viver 6 meses fora d´água. Dizem que fora ele é homem forte e careca.

Para a maldição ser quebrada, ele tem que comer 10 virgens de cabelos negros. Várias pessoas já morreram no rio Mearim na cidade de Pedreiras, e os corpos misteriosamente nunca apareceram, nem com simpatia nem com mergulhadores.

Enquanto ele não encontra as dez virgens, ataca qualquer banhista que estiver a toa.

Um fato misterioso que os ribeirinhos contam é de uma vez um sr.que levou seu cavalo para o Porto da Madeira, um local de banho deste rio. Próximo a pedra que existe no meio, o moço estava na canoa e o cavalo na água, de repente o cavalo foi puxado com tanta força que o sr. teve que soltar as rédeas, ele sumiu dentro do rio e só ficou sangue e fezes, nenhum osso sequer.

Outro caso foi da minha tia avó, que um dia, depois de lavar roupa na margem do rio, foi tomar banho. Estava tudo calmo até que ela viu aquele remanso se aproximado cada vez mais. Ela como não é boba, saiu da água gritando e não botou os pés mais no rio naquele dia.

Até hoje dizem os ribeirinho que o terrível cabeça de cuia está condenado nas águas barrentas do rio Mearim.

Esta lenda foi enviada para o meu outro site, o Sobrenatural.Org em fevereiro de 2009, e como toda lenda, existem diversas variações. Fui várias vezes para a cidade de Parnaíba - PI e lá contam outra história para explicar a lenda do cabeça de cuia, que você pode ler abaixo. Até comprei uma cerâmica do Cabeça de Cuia.


Este era minha cerâmica do Cabeça de Cuia, só que não tenho mais ele, eu vendi!
Abaixo outra história sobre a lenda do Cabeça de Cuia:

Cabeça de Cuia é uma lenda da região nordeste do Brasil, mais precisamente criada no estado do Piauí. Trata-se da história de Crispim, um jovem garoto que morava nas margens do rio Parnaíba. Sua família era necessitada. Um certo dia, chegando para almoço, sua mãe lhe serviu, como de costume, uma sopa rala, com ossos, já que faltava carne na sua casa frequentemente. Nesse dia ele se revoltou, e no meio da discussão com sua mãe, arremessou o osso contra ela, atingindo-a na cabeça e matando-a. Antes de morrer sua mãe lhe amaldiçoou a ficar vagando no rio e também como efeito da maldição, Crispim ficou com a cabeça muito grande, no formato de uma cuia, daí o nome "cabeça de cuia". A mãe ainda lhe disse que sua perna penduraria até que ele se relacionasse sexualmente com sete Marias virgens. Dada essa lenda, muitas garotas antigamente evitavam lavar as roupas às margens do Rio Parnaíba.

Comentários