29 de janeiro de 2014

30 sintomas que indicam que você pode estar sob uma ação maléfica


Nada está dando certo para você? Aquele carro que você comprou vive dando defeito ou seus negócios não vão para frente? Estes são sinais de que você pode estar sofrendo uma ação maléfica.

Tenho um livro chamado Guia do Exorcismo, escrito por Franco Spinardi, que tem um capítulo sobre os sintomas e sinais de uma ação maléfica.

Uma ação maléfica pode acontecer quando alguma pessoa lança um olho gordo, mau-olhado, feitiço ou até mesmo práticas de magia negra e apresenta sintomas como uma doença.

Naturalmente é aconselhável proceder com extrema prudencia antes de emitir um diagnóstico pois certas supostas ações negativas podem ser facilmente confundidas com uma depressão nervosa, o contrário também é verdadeiro: um malefício pode causar uma depressão. Certas ações são especialmente sutis e não agem no nível de sintomas, mas de acontecimentos.

Eis uma lista dos principais sintomas clássicos produzidos por uma ação maléfica: se estes apresentam um aumento de intensidade por ocasião da lua cheia, e às vezes, também na lua nova, nos encontramos, com certeza, na presença de um malefício, a menos que se trate de um automalefício ou de uma crise nervosa obsessiva. Segue a lista:

1. Sensação de frio no peito ou nos ombros; sensação de sufocamento.

2. Palpitações cardíacas, especialmente nos dias de Lua Cheia (atenção, no entanto, para que não se trate de aumento de nervosismo)

3. Sensações de picadas na nuca, no plexo solar, próximo do coração: as vezes sensações de queimadura.

4. Contrações dolorosas no nível do plexo solar cardíaco.

5. Dores lancinantes na cabeça, em certos períodos, especialmente a noite.

Muita dor de cabeça pode ser sinal de que você pode estar  "carregado".
6. Angústias imotivadas, não causadas por um estado emocional ou de estresse, dissabores, graves contrariedades, etc.

7. Emagrecimento sem motivos aparentes: ainda que possa ser um sintoma de malefício, é bom consultar um médico com urgência.

8. Pesadelos espantosos e repetidos com exacerbação nas fases da lua.

9. Sensação de esgotamento sem motivo, perda de energia, cansaço ou angústia ao se levantar pela manhã.

10. Medo irracional de estar só.

11. Atos inconscientes que se repetem no decorrer das quatro fases da lua.

12. Acordar em plena noite com a sensação de que uma presença no quarto: este é um dos sintomas mais característicos de uma ação maléfica.

13. Repetidos impulsos suicidas.

Você tem medo de ficar sozinho? 
14. Frigidez que intervém depois de um período de vida sexual normal.

15. Impotência sexual persistente, mesmo depois de consulta ao médico.

16. Desinteresse pelo sexo.

17. Desgosto repentino pelo parceiro (às vezes recíproco) no decurso das relações sexuais, que pode provocar afastamento afetivo.

18. Desejo sexual repentino e insaciável, sobretudo nas quatro fases da lua.

19. Sensação de toque no corpo, que pode chegar à sensação de contato físico ou de intromissão sexual.

20. Objetos que se deslocam de cômodo, no local onde se mora.

21. Impressão de estar constantemente sendo observado.

22. Doenças vagas, contrações musculares.

23. Dores no nível dos meridianos de acupuntura, sobretudo no meridiano do fígado.

Medo de entrar em igreja é um dos sintomas...
24. Série de desgostos, de problemas graves, enganos, desilusões profissionais ou sentimentais, com regularidade ou especialmente durante as quatro fases da lua.

25. Afastamento das amizades, das relações ou indiferença da clientela; repetidas perdas no campo financeiro.

26. Indisposição ou vertigens frequentes, no decorrer das fases da lua.

27. Sensação de mal-estar ao entrar numa igreja.

28. Bloqueios psicológicos ou sexuais cuja periodicidade é assinalada pelas fases da lua.

29. Hemorragias ou distúrbios circulatórios em determinadas horas.

30. Todos os sintomas incomuns cuja frequência é estranha à atividade lunar.

E ai assombrados, quantos dos itens acima você respondeu "sim"? Calma, pode ser algum problema que a medicina resolva, e é oportuno aconselhar uma urgente visita ao médico. Em seguida, se os sintomas permanecerem, aí pode ter alguma coisa acontecendo com você, e pode se iniciar uma "terapia" diferente e este será assunto par um post futuro :)

Fonte:
- Livro Guia do Exorcismo, Franco Spinard. Ed. Maltese Pág: 36-39

CLIQUE AQUI para ler "5 Técnicas Diferentes de Exorcismos"
Comentários