1 de novembro de 2013

Tipos de Fantasmas: Naturais

 Depois do nosso Guia Especial para ser um Caça Fantasmas, vamos conhecer os vários tipos de fantasmas... Sim, porque assombração também deve ser dividida em categorias.

Os fantasmas são então divididos em 5 categorias básicas:

1. Entidades
2. Impressões
3. Distorções
4. Poltergeists
5. Naturais

Vamos analisar cada uma destas categorias e publicaremos toda sexta-feira uma delas. Já falamos sobre Entidades, Impressões, Distorções e Poltergeists e hoje, fechando essa série de Tipos de Fantasmas, vamos ver sobre os Naturais...

NATURAIS

Formação de Fogo-Fátuo.
Antigamente muitas coisas "estranhas" que aconteciam eram tidas como fantasmagóricas, coisas porém que com o avançar das décadas foram sendo explicadas pela ciência. Um bom exemplo disso é o Fogo Fátuo... Trata-se de uma luz azulada geralmente vista em pântanos, brejos e cemitérios. É o resultado da inflamação espontânea do gás fosfina, proveniente da decomposição de seres vivos como plantas e animais (ou corpos humanos) que estejam no solo daquele local. Para quem não conhece essa explicação, ao avistar uma bola de fogo que surge no chão de uma hora para outra e logo em seguida desaparece, não teria outra explicação a não ser um "fantasma", embora saibamos que tudo não passa de um fenômeno Natural. Os avistamentos dessas "bolas de fogo" são comumente relatados dentro de cemitérios, onde o fogo "corre atrás" das pessoas. Imagina você dentro de um cemitério à noite e do nada surge uma bola de fogo no chão bem atrás de você, e quando você se assusta e corre essa bola te segue por alguns instantes até desaparecer? Na verdade a bola de fogo, ou o Fogo Fátuo, não "segue" a pessoa, ela simplesmente é deslocada pelo ar quando a pessoa corre. Sendo assim, esse é um exemplo de um fenômeno natural que pode ser confundido com um fenômeno sobrenatural.

Outro fenômeno parecido é o Raio Globular: Um raio ou relâmpago globular que consiste numa descarga elétrica luminosa em forma circular. O fenômeno ainda não foi totalmente explicado pela ciência, mas sabe-se que a descarga tem origem na atmosfera, eventualmente desprendendo-se de uma nuvem, atingindo depois o solo e desaparecendo em poucos instantes. É um fenômeno natural que é por vezes identificado como um Objeto Voador Não Identificado, consistindo geralmente num círculo de plasma ou gás ionizado. (...)
Fonte: Wikipedia


Ilustração de Raio Globular invadindo residência. Um
fenômeno Natural que é muitas vezes confundido com algo
sobrenatural (OVNIS e fantasmas).
Alguns fenômenos porém ainda não tem uma explicação científica, mas não deixam de ser Naturais, causados por algo natural e não fantasmagórico.

Meu avô e minha mãe relataram observar várias vezes no meio dos eucaliptos que ficavam próximos à sua casa no sítio, bolas de luz que "bailavam" por entre as árvores, diziam que era o "Bitatá".

Então, um Fenômeno Natural, ou simplesmente um Natural é um fenômeno raro que parece causado por fantasmas, mas na verdade é criado por alguma propriedade cientificamente desconhecida da natureza atual. Diz-se atual pois segundo a definição, uma atividade de fantasmas é um resquício paranormal de algo separado de sua manifestação original, algo que um dia já esteve lá, algo que um dia aconteceu, algo que um dia viveu ali, ou seja, normalmente significando "do passado". Já um Natural é completamente do tempo atual, presente.

Naturais são de grande importância. Eles definem a "atividade fantasmagórica" que não é, na verdade, produto de um fantasma. São agrupados como "atividades fantasmagóricas" porque, à primeira vista, é o que parecem ser. Portanto, é preciso muita cautela antes de afirmar com certeza se aquela atividade é realmente fruto de um fantasma ou se é apenas um fenômeno natural. Às vezes a tontura e o desconforto que uma pessoa sente dentro de casa não é fruto da obsessão de uma entidade e sim fruto de um vazamento de gás dentro de casa, ou ainda de um forte campo eletromagnético causado por antenas instaladas em terreno próximo à casa da pessoa.

Hoje, muitos cientistas riem da ideia de um fenômeno espiritual. Isso porque a humanidade deu muitos alarmes falsos, chamando algo de espiritual quando não era. Um homem das cavernas, por exemplo, poderia avistar um avião ou uma televisão e descrever como sendo algo sobrenatural.

Mas como saber a diferença entre um fantasma - algo que não entendo completamente - e uma propriedade natural desconhecida, outra coisa que não entendo?
Para isso é preciso saber reconhecer como propriedades e leis naturais costumam funcionar. Isso leva tempo e exige muito estudo. Você vai precisar observar atentamente (e várias vezes), experimentar, estudar, diferenciar... Apenas podendo dizer se aquilo é realmente uma atividade sobrenatural após descartar todas as reais possibilidades de ser algo natural, mesmo que esse fenômeno natural não seja completamente explicado pela ciência, ainda.

Portanto, ao observar um fenômeno desconhecido, certifique-se de estar atento a padrões de atividade e registre o que acontece. Você pode, com o tempo, concluir que está observando algum processo raro da natureza, mas não necessariamente uma atividade que se encaixa na definição de um fantasma.

ENTÃO... Um Natural é: Um fenômeno raro que parece fantasmagórico, mas na verdade é criado por alguma propriedade científica desconhecida da natureza atual.

****
E assim encerramos nossa série de matérias sobre os Vários Tipos de Fantasmas. Espero que tenha ajudado vocês a aprender um pouco mais sobre esse fenômeno, e que agora vocês possam identificá-los ;)

****

*Lembrando: para uma melhor compreensão e explicação detalhada de cada tipo de fantasma, leia o livro de Joshua P. Warren, Como Caçar Fantasmas.

Fonte:
- Livro Como Caçar Fantasmas, Warren, Joshua P. pag 99-105

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Entidades"
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Entidades"
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Distorções"
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Poltergeist"
Comentários