28 de outubro de 2013

Tipos de Fantasmas: Poltergeist


Depois do nosso Guia Especial para ser um Caça Fantasmas, vamos conhecer os vários tipos de fantasmas... Sim, porque assombração também deve ser dividida em categorias.

Os fantasmas são então divididos em 5 categorias básicas:

1. Entidades
2. Impressões
3. Distorções
4. Poltergeists
5. Naturais

Vamos analisar cada uma destas categorias e publicaremos toda sexta-feira uma delas. Já falamos sobre Entidades e Impressões e hoje vamos ver sobre Atividade Poltergeist...

POLTERGEIST

Cena do filme Poltergeist, de 1982
Poltergeist, essa palavra ficou bem conhecida por causa do filme homônimo de 1982, a origem dessa palavra é alemã e significa "Fantasma Barulhento" (polter = barulhento / geist = fantasma), isso porque suas manifestações são sempre barulhentas, repleta de portas batendo, talheres caindo, copos quebrando etc. Porém, com o tempo, esse significado mudou...

Esse fenômeno era atribuído à espíritos travessos, que gostavam de assustar as vítimas piscando as luzes da casa, movendo objetos, abrindo e fechando portas de armários e toda a bagunça de que se tem direito. Os poltergeists também eram considerados os mais cruéis dos fantasmas, pois gostavam de ver o espanto e o medo das pessoas. Mas entre o começo e meio do século XX, pesquisadores do paranormal começaram a perceber algumas coisas estranhas em relação à esse tipo de atividade:

A. Embora a atividade fosse intensa e parecesse que uma entidade estivesse causando tudo, essa "entidade" nunca era vista;
B. Diferente da assombração tradicional, o fenômeno era sempre temporário, durando apenas alguns dias ou poucos meses;
C. O Fenômeno parecia centrar-se em um indivíduo específico, chamado de "agente";
D. Na maioria dos casos, o "agente" era uma garota adolescente.

Essas evidências levaram os pesquisadores a desenvolver novas teorias em relação à Atividade Poltergeist.

Por que adolescentes? E ainda meninas...
As atividades Poltergeist são mais
comumente encontradas em locais
onde residem meninas na fase da
adolescência.
Garotas passam por mudanças hormonais extremas durante a adolescência e por isso gastam muita energia emocional. Toda essa turbulência física e emocional (só nós sabemos, né meninas! E meninos, vocês podem ter como exemplo as nossas TPMs) parece facilitar um outro fenômeno psíquico: a telecinese (capacidade de controlar diretamente o ambiente com o pensamento), que pode ser uma capacidade humana reprimida. Sendo assim, essas adolescentes estariam lançando, inconscientemente, rajadas de energia telecinética no ambiente, liberando suas frustrações, medos e anseios contidos. Elas mesmas podem nem perceber que estão causando isso tudo, e passado o período dessas mudanças hormonais, tudo voltaria ao normal. Outra possibilidade seria que uma certa entidade "usasse" dessa energia em excesso da garota para gerar tais fenômenos, e quando essa energia acabava (passava o pico hormonal), a entidade ficaria igualmente sem força e a atividade cessaria.

Toda essa turbulência física  e emocional 
parece facilitar um outro fenômeno 
psíquico: a telecinese, que pode ser 
uma capacidade  humana reprimida.
Então, para dizermos que o que existe no local é uma ATIVIDADE POLTERGEIST, ela dependerá de um ou mais indivíduos específicos ("agentes") para ocorrer. Ou seja, se uma casa é  assombrada por uma Entidade, podemos montar o equipamento de pesquisa nessa casa (câmeras, gravadores, detectores de movimento etc) e mesmo ela estando vazia, sem seus moradores, ainda assim seria possível captar atividades. Da mesma forma, é possível captar Impressões em um local vazio, sem pessoas por perto e o mesmo pode ser dito da maioria das Distorções. Porém, uma atividade poltergeist é primariamente dependente de um "agente", da presença física dele. Sendo assim, essa é a única categoria fantasmagórica dependente da presença humana para acontecer.

O "Agente"
Diferente de quando uma Entidade age, o poltergeist 
não atua de forma sutil, ele é intenso, vai fazer o objeto 
voar violentamente contra uma parede ou contra 
uma pessoa.
As atividades poltergeist são mesmo mais comuns na presença de mulheres na fase da puberdade/adolescência/juventude, porém, existem casos de atividade poltergeist que acompanha a pessoa por toda sua vida. Como se fosse um "dom" psíquico que a pessoa carrega. A mulher (pode também ocorrer com homens, mas é mais raro) muitas vezes não se dá conta de que ela está gerando toda aquela atividade que geralmente é intensa. Diferente de quando uma Entidade age, o poltergeist não atua de forma sutil. Uma Entidade pode fazer com que objetos desapareçam de um lugar e apareçam em outro, e dificilmente você vê isso acontecendo, é sutil. Já um poltergeist é intenso, vai fazer o objeto voar violentamente contra uma parede ou contra uma pessoa. E essas coisas acabam sempre acontecendo ao redor desse "agente". Isso me lembra muito o filme "Carrie, a Estranha".

Quando eu tinha por volta dos 16 anos, me lembro de por um curto período de tempo, cerca de menos de um mês, queimar umas 5 lâmpadas de cômodos diferentes da minha casa. Um dia estudando no quarto, a lâmpada queimou, naquela mesma semana, acendi a luz do corredor dos quartos e ela acendeu e em seguida queimou. Depois entrei no banheiro e a luz dele queimou e na semana seguinte queimou a de cima do espelho desse mesmo banheiro. E um outro dia queimou a luz da sala. Tudo isso em menos de um mês, e em todas as vezes eu estava presente no cômodo. Meu pai teve gasto com lâmpadas aquele mês Kkkkk. Na época achei estranho e até legal, já que sempre gostei dessas coisas "sobrenaturais", fiquei me achando "a garota com poderes psíquicos". Não me lembro se estava passando por algo estressante ou algo assim, sei que era adolescente.

Outro caso foi presenciado por meu irmão. Estavam na casa dele, tomando café da tarde na cozinha, um casal de amigos e sua filha de 14 anos. A garota iria viajar de avião sozinha pela primeira vez e sua mãe estava super preocupada, com receio de deixar a menina ir sozinha e falando e falando... e a garota estava feliz em viajar, porém meio "sufocada" e confusa pela ansiedade e medo por parte da mãe. De repente, enquanto a mãe falava e falava sem parar de seu medo em deixar a garota viajar, e esta por sua vez cabisbaixa, um copo de vidro que estava secando no escorredor em cima da pia na cozinha, simplesmente explodiu sozinho. Todos tomaram um susto e ninguém entendeu o que aconteceu. Meu irmão me contou isso porque se lembrou da Atividade Poltergeist. Uma garota, adolescente, que talvez inconscientemente tenha canalizado seu descontentamento com a mãe na forma de uma rajada de energia que pegou no copo de vidro.

Seja o que for que crie o fenômeno poltergeist, ele é dependente da utilização de energia. O mecanismo pelo qual ocorre ainda é desconhecido, mas o processo de extrair energia parece afetar o corpo e a mente do "agente" que pode ser uma pessoa instável, flutuando de uma personalidade gentil e cortês para uma rude e desatenciosa. A mente do agente acaba ficando turvada ou desencaminhada pela atividade.

No fundo, é um fenômeno difícil de presenciar e de estudar, pois dura pouco tempo e geralmente seu "agente" se estressa com facilidade e está fragilizado. Um melhor entendimento desses casos deve levar a uma compreensão mais profunda da psique humana e seu relacionamento com o ambiente físico.

RESUMINDO... Atividade Poltergeist:
1. É dependente da presença de um indivíduo ou de indivíduos específicos.
2. Normalmente tem maior impacto sobre objetos físicos.
3. Costuma ser temporária.

*Lembrando: para uma melhor compreensão e explicação detalhada de cada tipo de fantasma, leia o livro de Joshua P. Warren, Como Caçar Fantasmas.

Fonte:
- Livro Como Caçar Fantasmas, Warren, Joshua P. pag 93-98

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Entidades"
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Entidades"
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Distorções"
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para Reconhecimento dos Vários Tipos de Fantasmas: Naturais"
CLIQUE AQUI para ler "Guia Especial para ser um caça-fantasmas"
CLIQUE AQUI para ler "Como Tirar Fotos de Fantasmas"
CLIQUE AQUI para ler "Trilogia Poltergeist: As Mortes e os Acontecimentos Estranhos"
Comentários