11 de outubro de 2013

10 Lendas Urbanas que já Assombraram Você (Parte 02)


Para ver a 1ª parte clique aqui!

5. Canetas Bic: Sondas Espaciais Que Nos Espionam

Essa história é bem divertida. Ela fala dos perigos de se usar as mundialmente famosas canetas Bic. Quem alerta é o Serviço Secreto União dos Povos. Mensagem original:

"Você está sendo rastreado/a!!!!!!!!"

SEI QUE É GRANDE, MAS É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA. LEIA E REPASSE, POIS NOSSAS VIDAS DEPENDEM DESSA NOVA E APAVORANTE DESCOBERTA. O PERIGO DAS CANETAS BIC Acredito que sempre que pensamos em "caneta", temos uma imagem projetada em nossa mente, a qual diz respeito às famosas canetas BIC. Esta marca de canetas, que investe pouquíssimo em propaganda, fixou uma imagem muito forte diante a tantas outras marcas e modelos. Você já se perguntou como isso aconteceu? Certamente responderá que, por esta ser uma caneta barata, simples e de fácil acesso, tornou-se convencional o seu uso no dia-a-dia, desde a escola até a empresa onde trabalha.

Pois bem, a resposta não é assim tão simples! Documentos secretos encontrados no final do ano de 2001 indicam um envolvimento direto da NASA com a BIC. Também foram encontrados documentos oficiais da NASA, onde estavam registrados estudos sobre uma possível invasão de sondas extraterrestres no Planeta Terra. Acredite ou não, estamos sendo vigiados a anos sem percepção alguma.

De fato conclui-se que as canetas BIC são sem sombra de dúvida sondas extraterrestres que nos inspecionam diariamente, desde nossa infância até hoje, em casa, na escola, na universidade, nos hospitais, no trabalho, em tudo. Certamente você está exposto a uma caneta BIC neste exato momento; olhe ao seu lado, dificilmente num raio de 15 metros não haverá uma sonda. Agora pense comigo: Ao nascer você é registrado com uma caneta, ao entrar para a escola/universidade também, tudo o que você escreve, desde estudos até cartas de amor é escrito com uma caneta, ou seja, estes seres que nos observam sabe de absolutamente TUDO sobre TODOS.

O verdadeiro significado da marca BIC é: Big Inspekto Center (ou Centro de Grandes Inspeções). No logotipo da BIC notamos um alien tentando esconder atrás dele seu maior segredo: uma caneta que pode contar toda a história de todos os tempos (simbolizado pelo traço preto atrás do alien).

Vejamos agora algumas dicas que nos levam a propor esta idéia:

- As canetas BIC são facilmente encontradas para serem vendidas, porém depois que você já a possui, ela sempre aparece em diferentes locais e você nunca se questiona se realmente havia deixado onde encontrou.

- Mesmo que você compre apenas uma caneta BIC, certamente encontrará várias no local onde a deixar. Elas se multiplicam rapidamente, sem ser perceptível a nós dotados de uma visão banal para a visão alienígena.

- Após poucos meses, a caneta que você havia comprado, simplesmente desaparece. Isso é facilmente decifrável se pensarmos da seguinte maneira: tudo necessita de energia para sobreviver (o homem, o carro, as plantas, sua TV), e ao acabar esta energia, ela precisa ser reposta. Assim, as sondas BIC tem um período de vida curto, visto que quando se encontram gastas, elas simplesmente se desintegram para uma possível recarga.

A mensagem que quero deixar é que você tenha muito cuidado ao se deparar com estas canetas-sondas, principalmente com as sondas mais avançadas, vulgarmente chamadas de BIC 4 Cores, BIC 2 CORES ou mesmo a tão temida e perigosa BIC VERDE! Esta última jamais deve ser colocada (presa) em cima da orelha, pois além de enviar dados e informações sobre você para os alienígenas consegue influenciar de maneira drástica sua forma de pensar, tornando-o um escravo a serviço alienígena.

Torno a repetir: CUIDADO COM A MANIPULAÇÃO ALIEN! Já estamos todos envolvidos nisso. Tentar qualquer forma de fuga ou apatia não é aconselhável. Saiba lidar com elas! Desta forma acredito que não mais estaremos expostos a uma ideologia aliem, e poderemos defender o que realmente pertence a nós: o Planeta Terra!

4. Mulher da Meia-noite

A todos uma boa tarde. Desta feita, trago-lhes a: A Lenda da Mulher da Meia Noite, também conhecida como Dama de Vermelho, Dama de Branco,etc. Enfim, trata-se de uma lenda urbana que nada mais é do que um mito universal. Ocorre nas Américas e em toda Europa, de onde se remonta a origem dessa lenda.

Trata-se de uma aparição na forma de uma bela mulher, normalmente vestida de vermelho, mas que pode ser também vista trajada de branco. Alguns dizem, que é uma alma penada que não sabe que já morreu, outros entretanto afirmam que é o fantasma de uma jovem assassinada que desde então vaga sem rumo e que pela forma brusca e violenta de desencarne não se dá idéia de que morreu ou não aceitou o fato.

Um fato curioso em relação aos relatos ligados à essa figura é o de ela não aparecer à meia-noite, e sim, desaparecer nesse horário. Linda como é, parece uma jovem normal. Alguns relatos dão conta de que ela gosta de se aproximar de homens solitários nas mesas de bar, senta-se com ele, e logo o convida para que a leve para casa. Encantado com tamanha beleza (e sorte), todos topam na hora. Eles seguem o caminho a pé, conversa vai, conversa vem e conversando logo chegam ao destino dela. Parando ao lado de um muro alto, ela então diz ao infeliz do acompanhante: "É aqui que eu moro..".

É nesse momento que a pessoa se dá conta que está ao lado de um cemitério, anexo a uma igreja e antes que possa dizer alguma coisa, ela desaparece, e nessa hora, o sino da igreja anuncia que é meia noite, cabe ao sujeito retornar para sua casa, caso não tenha tido um enfarte na hora, e ter uma estória macabra e interessante pra contar, ou bancar o garanhão de mentira e dizer que fez e aconteceu com a mulher (bonito se ela vier pra desmentir).

Outras vezes, ela surge, de noite, nas estradas, ocasionalmente desertas ou em madrugadas de chuva e neblina, (nota-se o porque dessa lenda remontar suas origens na Europa) pedindo carona ou fazendo sinal para um táxi. Então, entra no carro e pede ao incauto motorista que a acompanhe até sua residência. E, mais uma vez a pessoa só percebe que está diante do cemitério, quando ela com sua voz suave e encantadora diz: "É aqui que eu moro,- e ainda completa- não quer entrar comigo...?". Arrepiado da cabeça aos pés, a única coisa que a pessoa vê, é que ela acabou de sumir diante dos seus olhos,sem nem mesmo abrir a porta do carro, à meia-noite em ponto, justamente ao soar do sino da igreja.

Essa lenda possui uma certa força pois eu mesmo já a ouvi de alguns motorista de praça que conheço, até mesmo de um comentarista, já falecido, de cujo nome não me recordo, de um programa dominical de rádio AM do Rio de Janeiro, o que não quer dizer necessariamente que seja verdade.

.
3. Lenda do McDonalds


Essa história sobre as "coisas" geneticamente modificadas, a suposta matéria prima dos hambúrgueres da multinacional McDonald’s, chega a ser risível. É estranho como tem gente que acredita nisso.

Segundo a mensagem que circula desde março de 2000, os hambúrgueres vendidos por essa multinacional não são de carne de boi nem de soja. Nem mesmo de carne de cavalo. Os animais que os produzem são "coisas" geneticamente modificadas, ...vultos sem patas e sem cornos, que são alimentados por meio de tubos ligados ao estômago e que de fato não tem ossos, mas sim um pouco de cartilagens que nunca chegam a desenvolver-se...

Eis a mensagem que circula na internet:

Se acreditam que o que comem no McDonalds é "carne de soja" ou carne de cavalo, depois de lerem o que se segue desejariam ter comido a nutritiva "carne de soja" e a nada tóxica carne de cavalo. Segundo fontes autorizadas da Universidade Estadual de Michigan, averiguou-se recentemente, que a carne utilizada pela McDonalds nos seus hamburguers, provem de autênticos vultos sem patas e sem cornos, que são alimentados por meio de tubos ligados ao estomago e que de facto não tem ossos , mas sim um pouco de cartilagens que nunca chegam a desenvolver-se. Quem os viu, assegura que são coisas muito desagradáveis, pois alem de permanecerem imoveis toda a sua "vida", não tem olhos, nem cauda e praticamente não tem pelo; de fato a sua cabeça e do tamanho de uma bola de tênis e a unica coisa que sobressai e o que lhes sai da "boca". A manipulação genética da qual são resultado, converte-os em verdadeiras coisas inanimadas com uma aparência gelatinosa horrível. Quando o governo tentou obriga-los a tirar dos seus anúncios, a publicidade que dizia que os hamburguers tinham carne de reses, eles argumentaram que em latim "RES" significa "COISA", e portanto podiam dizer que era carne de RES.

Ainda que tal argumento seja facilmente rebatível e fraudulento, diz-se que devido ao seu grande poder econômico, subornaram muitas pessoas, em diversos lugares, em altos cargos governamentais. Por isso, a McDonalds da-se ao luxo de anunciar que a composição dos seus hamburguers é 100% carne de RES, ou seja carne de COISA, quer dizer, dessas coisas que sabem que crescem em pseudo estábulos e com procedimentos de duvidosa ética. Porem NUNCA verão nenhum anuncio em que a McDonalds diga que a carne que utiliza e de "Gado Vacum", que e o nome apropriado para designar genericamente touros e vacas. O pior de tudo isto não e que a McDonalds utilize a manipulação genética, mas sim que a dita carne, produz efeitos secundários na saúde. As substancias e toxinas que desenvolvem as "COISAS" que a McDonalds cria, produzem com o passar do tempo danos irreversíveis na saúde.

Se acreditavam que isto era tudo, devem saber que os McNuggets e os hamburguers McPollo, fabricam-se com os excedentes da produção da KFC (leiam mais adiante a nota relativa a KFC, e verão a classe de comida que nos vendem).

Os primeiros efeitos sentem-se no dia seguinte a ter comido hamburguers da McDonalds. Uma grande quantidade de pessoas sofre de indigestão e colite. Podia parecer que esses sintomas são temporários, porem com o passar dos anos , os efeitos secundários REAIS E IRREVERSÍVEIS, manifestam-se. E um fenômeno semelhante ao da AIDS, já que ficam em incubação e permanecem escondidos durante muitos anos, ate que pouco a pouco vão mostrando os seus efeitos perniciosos.

Ainda que não exista um grande numero de pessoas infectadas, sabe-se que no Canada , Austrália e obviamente nos Estados Unidos, grupos científicos especializados na matéria relacionam o consumo de hamburguers da McDonalds com o síndrome de Alzheimer (lembram-se de Ronald Reagan?), entre muitos outros padecimentos cuja origem não parece estar relacionada com outras causas. Como podem ver tudo isto e muito desagradável, por isso, e importante que todos fiquem cientes do tipo de "comida" que nos oferecem estes lugares.

Não permitamos que continuem a vender-nos o que não é verdadeiro. Se pressionarmos poderemos fazer com que a McDonalds volte a utilizar verdadeiro Gado Vacum e não carne de "COISA".

2. O Sanfoneiro

Essa historia que aqui vou relatar a vocês foi contada a mim quando eu era criança e ela me fazia ter muitos pesadelos. Ela se passa nos anos 60 e é mais ou menos assim:

Em uma pequena cidade do interior do Paraná havia um clube de dança. Em um final de semana de muito movimento, o clube estava lotado mas faltava o sanfoneiro, porque o titular da banda estava doente. Tudo ocorria bem mas todo mundo reclamava da música pois não tinha o instrumento principal, foi quando o relógio deu meia noite e entrou pela porta principal do salão um rapaz loiro dos olhos azuis e muito alto com uma sanfona na mão, e foi até o palco subiu e falou a todos:

- Estava passando por aqui e ouvi os pensamentos de vocês e agora vou diverti los.

Todos riram pensando que aquilo fosse uma piada, e ele começou a tocar e encantar a todos. Todas as mulheres casadas e solteiras não tiravam os olhos dele pela sua imensa beleza, e todos os homens estavam hipnotizados pelo seu grande talento musical.

Foi quando uma pequena garotinha cutucou a sua mãe e assim falou para ela:

- Olha mãe, o pé do lindo rapaz parece que é de bode!

A mulher olhou e vendo aquilo queria se retirar e o rapaz olhou para ela e com um olhar sinistro e ao mesmo tempo maléfico deu uma piscada. Ela pegou sua pequena filha e saiu do baile.

Mas o mais incrível foi que quando ela saiu do salão o rapaz falou no microfone:

- Meu nome é lúcifer, o senhor das trevas, e vocês estão condenados há irem pro inferno vivos.

Nisso um grande buraco se abriu e todo o clube caiu no inferno.

A mulher ficou completamente louca e foi internada em um hospício. Sua filha visita essa mulher até hoje na sua clinica.

Dizem que se você passar por lá a noite dá para ouvir os gritos de tormento das pessoas queimando no inferno.

Então caro leitor, acreditando ou não nessa história, respeite sempre o clube do diabo.

1. A Loira do Banheiro


Lenda urbana que começou lá pelos anos 80, muito famosa. Eu nunca tinha ouvido falar, meus pais também não, fiquei sabendo pela Internet, mas parece que ela se deu nos colégios públicos de São Paulo. Bom, pesquisei tudo o que pude via Internet também, mas como toda lenda urbana que se preze, há várias versões para a mesma história.

Diz-se que A LOIRA DO BANHEIRO foi uma aluna que matava aula, escondendo-se principalmente no banheiro da escola, e, um dia, ainda nova, nessas circunstâncias, ela morreu, e desde então, sua alma tem assombrado os alunos nos banheiros, aparecendo refletida no espelho. Também tem quem diga que já viu-a fora do espelho. Alguns dizem que ela morreu escorregando no chão molhado, outros que ela não era aluna, era uma professora que, apaixonada por um aluno, foi assassinada pelo marido ciumento, há até quem diga que ela morreu afogada no vaso sanitário.

O que quer a loira? Boa coisa nunca é, sempre sugere correr imediatamente caso a encontrar. As principais são levar todo mundo consigo, chupar sangue, dar aos outros o mesmo fim que ela teve ou simplesmente assustar. Dizem que ela é primeiramente sínica, mandando piscados e beijos como se quisesse ser amiga, para depois de cativar a confiança atacar.

Para chamar a loira, há uma espécie de "ritual": deve-se apertar a descarga três vezes. A descarga pode ser substituída por um chute forte no vaso sanitário ou acompanhada por 3 palavrões. Ou 3 palavrões, cruzando os dedos ao espelho e em seguida repetindo: "vem loira, vem loira, vem loira..."

O Acervo On-Line do BANCO DE DADOS FOLHA diz que a loira aparece espontaneamente, e que escolhe suas vítimas, data e hora: tímidos, em horários como na hora da prova ou quando tem insônia, e diz também que as três descargas servem para espantá-la.

A lenda da loira assustou muitos alunos, dizem que muitos mijavam nas calças para não irem ao banheiro sozinhos.

A situação chegou a sair em alguns jornais de várias cidades.

.

CLIQUE AQUI para ler "10 Lendas Urbanas que já assombraram você (parte 01)"

Comentários