6 de setembro de 2013

Minha História Assombrada: Jogo do Compasso

Estava eu na escola na hora do recreio. Eu e meus colegas de sala de aula costumávamos inventar o que fazer. Quando lembrei de um certo jogo de bruxaria que me contaram. Resolvi então contar aos meus colegas se eles queriam fazer o tal jogo do compasso. Eles ouviram e acharam bem interessante e eu resolvi fazer o tal jogo. Procurei saber se alguém tinha levado pra escola um compasso, pra minha surpresa um amigo meu tinha o compasso. Peguei ele e uma folha de papel branco e desenhei um circulo, e dentro dele as letras alfabéticas, todas seguindo o circulo e fora do circulo números de 0 a 9.

No centro deste circulo colocamos o compasso e depois (como lembrei por pessoas que me contaram sobre o tal jogo) resolvemos fazer. Pra minha surpresa vieram mais pessoas querer ver o que estávamos fazendo e juntaram-se mais e mais pessoas, creio que tinha umas 15 ou mais pessoas, tudo isso na hora do recreio e emendando com a educação física, que na época o professor tinha faltado.

Continuando... eu lembrei que teria que rezar 3 vezes a oração da Ave Maria ao contrário, 1 Creio em Deus Pai e 1 Pai Nosso. Fazendo isso coloquei o compasso dentro do circulo, e claro, eu era o que recebia as perguntas. Estranhamente algumas pessoas começaram a querer saber sobre isso ou sobre aquilo, mas eu logo falei que fossem perguntas simples, até porque não queria ficar horas e horas lá fazendo o tal “jogo”. Quando então uma garota fez uma pergunta e eu, que estava sendo guiado, na pura ingenuidade e brincadeira, pois tinha apenas 13 anos na época e hoje tenho 23 anos. Ela queria saber sobre o avô, se o avô dela estava bem. Dei a tal resposta que o compasso me passou.

Depois disso passou alguns minutos, me cansei da brincadeira e saí do nada, sem fazer o tal ritual de saída do jogo. Eu sabia que pra entrar teria que fazer um ritual mas não quis fazer a saída. Foi aí que coisas estranhas começaram a acontecer dentro da escola. A tal garota que tinha feito a pergunta começou a mudar totalmente sua face. Ela estava parada em pé no meio da sala de aula e com um sorriso macabro. O pessoal da sala onde ela estava falou que ficaram assustados porque o sorriso que ela tinha no rosto era algo sinistro, como se não fosse ela e sim alguma coisa. Nisso uma professora da escola que era espírita falou que essa garota estava incorporada por um demônio ou um espírito sujo e que esse espírito tinha escapado por algum portal aberto. Fiquei calado porque de certa forma a culpa era minha por não ter feito o que teria que ser feito. A professora fez um tipo de ritual dentro da sala pra expulsar esse demônio, mas não fiquei na sala.

Depois disso outras coisas aconteceram, como outra pessoa que estava nesse jogo, que ficou presa dentro do banheiro e jura que tinha visto o vaso da privada trincar na frente dela... e de um garoto que falou que quando olhou pela janela desse banheiro, que a garota estava presa, viu o vidro da janela trincando e quebrando na frente dele. É claro que o garoto teve algum machucado por conta disso. Com o tal vidro trincando na frente dele, ele teve um corte em cima da sobrancelha. Mas depois todos se recuperaram e eu também, porque depois fiquei com medo do que eu fiz. Graças a Deus que nada aconteceu comigo. Acho que por pura sorte e por que meu Anjo da Guarda é forte e sabe a missão que tem. (Risos).

História assombrada enviada por Grifo Oryon

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Então clique aqui.

Comentários