6 de agosto de 2013

A Lenda do Motoqueiro sem Cabeça

Lenda teria se originado de casos de repetidas aparições do espectro de um motociclista que teria se envolvido em um acidente fatal no final dos anos 70. Os primeiros avistamentos, teriam ocorrido no início dos anos 80 e de lá para cá, os relatos envolvendo a aparição, aumentaram exponencialmente, assim como as conotações de lenda urbana.

Inicialmente, suas aparições noturnas, rápidas e sempre em rodovias, estariam concentradas nas províncias de Kanagawa e Shizuoka, mas hoje em dia, os relatos de avistamentos se espalharam por quase todas as províncias do Japão.

Dentre as origens da lenda, a mais destacada seria a de um motoqueiro que perdeu o controle da moto em uma perigosa curva próxima da ligação rodoviária da via expressa Toumei, na cidade de Atsugi, onde o piloto teria tido o seu pescoço decepado ao atingir o guard-rail.

Outra versão, seria a de um motoqueiro que estava em alta velocidade e que teve o pescoço decepado por uma corda de piano esticada em uma rodovia, cuja moto teria seguido andando com o piloto decapitado por um bom tempo. Desde então, todas as noites (Dependendo da versão, ele apareceria na hora ou no dia da sua morte), seu espectro seria visto correndo por essa rodovia em uma velocidade absurda e quem o avista se envolve em acidentes, ou cai em desgraça.

Apesar dos vários supostos objetivos de suas aparições, entre eles o de procurar a sua cabeça perdida jamais encontrada ou a busca por vingança, os relatos de suas aparições nas rodovias de Atsugi, convergem insistentemente para uma conotação altruísta, já que o espectro se aproximaria de um veículo em alta velocidade, sempre próximo a uma curva, cujo sonolento motorista do veículo ouviria uma voz dizendo: "Tome cuidado!", com isso o motorista notaria a presença do motoqueiro sem cabeça, se assustaria e diminuiria a velocidade evitando assim um possível acidente. Por sua vez, o motoqueiro espectral desapareceria na curva logo adiante.

Única foto relatada como legítima do motoqueiro sem cabeça...

Como toda lenda urbana, suas variações não deixam de ser interessantes, como a versão da província de Fukuoka, nos trajetos de montanha de Hikosan, onde apareceriam não um motoqueiro sem cabeça, mas sim, dezenas deles, todos decapitados, porém soltando um som parecido a um brado agonizante e lançando cabeças decepadas nos vidros dos carros das aterrorizadas testemunhas dessa visão do inferno na terra...
No Japão o termo para motoqueiro (Raidaa) é uma adaptação da palavra Inglesa "Rider" cavaleiro - ginete - piloto.

Por esse prisma, existem lendas do período Sengoku do "Guerreiro de cavalaria sem cabeça" ou do "Samurai sem cabeça", ambos espectros de soldados mortos nos campos de batalha, que ressurgiriam para vingar a sua morte.

Aqui uma das versões em vídeo da lenda com alguns detalhes. O vídeo está em Japonês, mas serve para dar um "clima" a esta postagem:


Tradução/Adaptação: rusmea.com

Fontes:
http://ja.wikipedia.org/wiki/%E9%A6%96%E3%81%AA%E3%81%97%E3%83%A9%E3%82%A4%E3%83%80%E3%83%BC
http://unkar.org
http://www.excite.co.jp/
Comentários