4 de julho de 2013

Os Animais podem ver Espíritos?

Seu gato às vezes fica seguindo o nada ou observando as paredes da casa sem motivo algum? E seu cachorro late para um corredor vazio?

Por Mr.Tlaloc

Embora a estrutura mental dos animais seja bem mais elementar que a do homem, testes científicos realizados em laboratórios de parapsicologia mostraram que os animais também podem possuir habilidades paranormais. Losang Rampa, sábio oriental, autor do famoso livro "A Terceira Visão" entre outros livros, acreditava muito nisso, principalmente na paranormalidade dos GATOS. A Esposa de Losang Rampa, senhora Mama San Ra-Ad, se tornou especialista neste assunto. Escrevendo três livros; Gatos e Homens, Dama do Outono, A Mente Felina, todos da editora Record. No famoso filme “Ghost” foi citado a percepção extra-sensorial dos gatos na cena em que o espírito do personagem principal incapacitado de se comunicar com o mundo, utiliza um felino para chamar atenção dos vivos. Os cães também podem ver espíritos assim como os cavalos e outros animais.

Os egípcios antigos acreditavam que os felinos não só poderiam ver espíritos e deuses, mais poderiam também viajar pelo mundo dos mortos. Por isso quando um faraó, nobre ou sacerdote falecia, um gato era sacrificado e enterrado junto ao seu morto. Supostamente, o gato acharia com mais rapidez o caminho correto para o outro lado, bastava a alma do morto segui-lo.

As(os) bruxas(os) utilizam eles como detectores da presença de espíritos. Quando um gato fica estranho e assustado sem motivo aparente, ou fica observando as paredes e você olha para a mesma direção e nada consegue ver, isto pode significa que há uma presença espiritual naquele local. Se fosse um cão, estariam latindo. Os cães sentem os espíritos, mas dificilmente conseguem vê-los.

Alguns animais possuem uma faculdade paranormal conhecida como Hiperestesia Indireta, isto quer dizer que eles podem receber mensagens telepáticas principalmente de seus donos. Este ato de conversar com animais chama-se "Ppsicoveterinaria" (entre outros nomes) Segundo Núbia Maciel França, autora do livro Relaxe e Viva Feliz. A conversa psíquica com o animais pode ser desenvolvida com treinos, através da projeciologia, mentalização ou até mesmo de conversas em estado Alfa.



Abaixo uma reportagem do Balanço Geral sobre o assunto:



Um pequeno relato da Ana Paula Lazarini: "Minha mãe contou que outro dia estava na sala fazendo crochê e meu gato Frederico estava dormindo no sofá em frente. De repente ele se levantou e começou a dar voltas nele mesmo, miando bravo e tentando pegar algo. Minha mãe disse que era como se "alguém" estivesse agarrando o rabo dele, "zuando" com ele. Achando aquilo bem estranho (foi incomum, diferente de quando o gato se coça por causa de pulgas), minha mãe disse com convicção: "Pára com isso em nome de Jesus!". Imediatamente o Frederico se acalmou e ficou olhando fixamente por alguns segundos em direção à porta da sala, e em seguida deitou e continuou dormindo, calmamente. Uma outra vez a cachorrinha poodle aqui de casa, Lilu, ficou olhando para um canto do teto e latindo sem parar! Minha mãe olhava, olhava... para ver se não havia um inseto, lagartixa ou algo do tipo, mas não via nada. E a Lilu latindo desesperadamente... então, da mesma forma minha mãe repreendeu o que quer que estivesse ali e novamente de imediato a Lilu parou de latir e voltou a brincar normalmente..."

E você, tem alguma história para contar do seu animal?

Veja também: Golfinho pedindo ajuda
Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br
Comentários