23 de julho de 2013

Minha História Assombrada: Gazarbahran Daemon

Primeiramente quero deixar bem claro que os eventos aqui descritos são completamente reais e que isso não é bem um relato de um único evento ou história, mas sim um relato de como foi a minha vida desde o dia do meu nascimento.

Eu desde que posso me lembrar convivo com um ser dentro de mim, mas a minha mais antiga memoria desse ser foi aos meus 7 anos quando eu estava na minha antiga casa em um bairro da zona norte do rio de janeiro. Nesse dia, eu me lembro, eu estava muito feliz por que meu pai tinha pedido para eu ir comprar pão na padaria da esquina, e como eu tinha 7 anos na época, eu não havia saído do meu prédio sem meus pais nunca e essa seria a primeira vez. Então, como toda a minha felicidade eu sai de casa com os 10 reais no bolso para ir na padaria comprar pão, porém, todos sabem como crianças são, eu sai da rota da padaria que era só descer uns 10 metros a rua para querer provar a mim mesmo que poderia atravessar uma rua sem meus pais... Bom, como é de se esperar eu quase fui atropelado, eu vi o carro se aproximando e o pneu cantando com a freada brusca que o carro teve que fazer, mas eu não consegui me mexer, o pânico me paralisou, e eu desmaiei. Quando eu acordei, eu estava sentado na calçada e o cara do carro estava falando comigo, perguntado se eu estava bem, eu não sabia o que estava acontecendo, e ele me disse que eu pulei antes de o carro me pegar, só que depois que eu pulei fiquei com um olhar vidrado e fixo, por isso o cara queria me levar num hospital, mas eu fugi para casa, só que um pouco antes de chegar em casa eu ouvi a seguinte frase : "cuidado idiota", e só, eu não sabia quem tinha pronunciado a tal frase, por isso nunca mais falei disso para ninguém.

Algum tempo se passou desde o incidente com o carro e aquela voz na minha cabeça ficava me atormentando toda noite sem parar, até que eu fiquei doente e meus pais me levaram em um hospital. Eu lembro que estava chovendo muito e que eu vomitava demais, e já era tarde da noite quando eu fui medicado e sedado para dormir, e um pouco antes de dormir eu pude ver um figura negra e sem qualquer feição parada do lado de um boneco de uma lagarta.

Alguns anos se passaram, e durante esses anos eu ouvia alguém na minha cabeça, mas eu tinha tanto medo que ignorava e me encolhia na cama. Então, na minha 7ª série, vulgo, 8º ano, essa voz na minha cabeça começou a ficar bem mais frequente, por isso um dia eu resolvi parar de ter medo e perguntar quem era. Vou botar aqui mais ou menos como foi a conversa.

- Eu quero saber quem é você e porque você me segue. Por que eu? O que eu fiz?

- Você não fez nada e nem eu...(silêncio)... Não sei porque estou aqui, só sei que não consigo sair.

- "Aqui" onde? Onde você está?

- ...Não é obvio idiota? Eu estou dentro de você...

- Mas por que dentro de mim, quem é você, o que é você?

- Eu sou um demônio, um ser maligno que possui o corpo de seres humanos a fim de arrastar suas almas para o plano que você chama de "inferno". - Mas eu não sei por que eu não consigo sair de você e nem consigo controlar sua alma e seu corpo totalmente... A unica vez que fiz isso eu fiquei muito cansado e você quase morreu.

- Naquele dia do carro, foi você que me salvou e falou comigo?

- Sim.

- Mas porque me salvou? Por que não me deixou morrer?

- Não interessa, chega de conversa.

E depois disso ele ficou mudo por quase dois meses, até que um dia eu estava jogando um jogo, no meu computador, e ele veio falar comigo:

-Você me perguntou porque eu te salvei, lembra-se? Então, eu te salvei por conveniência.

- Ah, é você de novo, eu ainda não sei o seu nome, e provavelmente você já sabe o meu!

- Meu nome não é importante, por hora você pode me chamar de Gazarbahran!

- Mas porque esse nome?

- Não é o nome do demônio do seu jogo? Então, fica mais fácil para se comunicar comigo!

- Entendi, mas como assim por conveniência?


- Se você morrer por causas normais eu vou ficar preso eternamente com a sua alma... Por isso eu preciso que você renuncie a sua alma e vida, e você vai fazer isso, eu vou te atormentar tanto que você vai querer se matar, e quando você renunciar a sua vida por livre vontade, eu tomarei o seu corpo e levarei a sua alma para o que você chama de "inferno".

Então a minha vida correu assim, até hoje, eu tenho 34 anos e desde os meus 7 anos eu convivo com  um demônio preso em mim. Com o tempo ele me contou que estava aqui dentro desde o meu nascimento, que ele via tudo que eu via e sentia tudo que eu sentia, ele sentia a minha dor, o meu medo, a minha felicidade e tudo mais. Ele me disse que eu não precisaria temer espíritos, pois os espíritos humanos tinham medo dele por ele ser um demônio e por isso eles nunca chegariam perto da onde eu estou, mas como preço a se pagar, ele atrai muita atenção de seres sobrenaturais mais fortes que espíritos e que eu deveria saber me defender de ataques astrais, por isso desde os meus 15 anos eu pratico o ocultismo, leio livro sobre magia negra e branca a fim de me defender desses seres e também do Gazarbahran.

Enviado por um usuário assombrado que prefere se manter anônimo.

Você também pode nos ajudar! Envie seu relato, foto, vídeo ou qualquer outra coisa relacionada ao mundo assombrado, clicando aqui

Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br
Comentários