10 de junho de 2013

A Lenda da Rosa do Túmulo

Existia em uma pequena cidade do estado de São Paulo uma jovem menina chamada Gisele. Nesta cidade como não tinha muito a fazer, qualquer coisa que acontecia na cidade já era uma desculpa para sair de casa, até mesmo um enterro.

No ano de 1932 um soldado que lutava pela Revolução Constitucional tinha morrido em combate e estava sendo feito o seu enterro, Gisele e sua família foram ao enterro; não eram muito amigos da família mas mesmo assim foram dar seus pêsames, pois a extrema maioria da cidade tinha ido a esse enterro.

Maria do Carmo, uma jovem que estava noiva do soldado morto deixou em cima do túmulo uma Rosa, em nome do seu amor por ele. Gisele, mesmo sabendo que a rosa era dirigida em homenagem ao soldado; pegou aquela rosa para si, pois não tinha afeição por Maria do Carmo e jogou a rosa em um rio do alto de uma ponte. Gisele nem imaginava, mas sua vida estava em jogo desde o momento que colocou as mãos naquela Rosa.

Na mesma noite Gisele teve um sonho, um soldado a estendia a mão pedindo para ela a rosa, ou em troca a sua vida, pois aquela rosa significava a juventude e o amor de Maria do Carmo. Gisele desesperada começou a procurar a rosa na manhã seguinte, mas nenhum sinal dela e o mesmo sonho continuava por outras noites, até levou uma outra rosa igual a da noiva do soldado para ver se o sonho parava, mas cada noite ficava mais perturbador.

Gisele começou a ficar aos poucos muito doente e acabou falecendo. Sua vida foi substituída por aquela rosa, pois era jovem e bonita.

Fonte: Sobrenatural.Org
Comentários