9 de maio de 2013

As Pedras de Ica

Por Monique Rodrigues

Uma coleção com cerca de onze mil pedras, encontradas na região de Ocucaje – Peru, contendo cenas inusitadas, visto que datam de milhões de anos atrás. Saiba mais sobre estas incríveis pedras.

Em meio a tantos mistérios que insistem em intrigar a mente humana, talvez um dos mais curiosos seja a diferente coleção do doutor Javier Cabrera Darquea.

Trata-se de uma média de onze mil pedras, encontradas na região de Ocucaje – Peru, contendo cenas inusitadas, visto que datam de milhões de anos atrás. Nelas, pode-se ver humanos convivendo com dinossauros, o que nos levam a crer que teriam sido confeccionadas no período cretáceo. Inacreditável? Provas completamente independentes mostram que não. É o caso de uma pegada humana fossilizada, encontrada na Califórnia – EUA, ao lado de pegadas de dinossauros, da mesma época.

Dentre as imagens mais impressionantes, destacam-se as relacionadas com a medicina, como, por exemplo, cirurgias de todos os tipos, além de transplantes de órgãos, tais como coração e cérebro. Através de seus estudos, o doutor Darquea chegou a conclusões que, na época (1975), chocaram a comunidade médica, mas que mais tarde foram “descobertas” por equipes de cientistas. Como exemplo, temos o hormônio contra rejeição, indispensável em transplantes, que segundo o estudioso, deveria ser encontrado nos fluidos da mulher grávida. Seis anos mais tarde, uma equipe médica inglesa confirmou a hipótese, recebendo o ônus pela descoberta.

Pedra mostra o desenho de um animal paracido
com dinossauros.
Em outras áreas, como a astronomia, também aparecem revelações surpreendentes, como a existência de uma segunda Lua da Terra. De acordo com as pedras, devido a mudanças magnéticas ocorridas no planeta – causadas pelos próprios habitantes – , esse satélite acabou sendo atraído para cá, aniquilando as praticamente todas as formas de vida, como os dinossauros. Quanto a população, que detinham plenos conhecimentos em astronomia e tecnologia aeroespacial, foi efetuada uma fuga premeditada, pouco antes da tragédia que estava prestes a ocorrer. Hipóteses mostram que talvez as linhas de Nazca tenham sido produzidas por essa humanidade tão avançada, como formas de propulsores para a decolagem de suas naves – algo a ver com o uso do alto poder magnético natural da região.

Mais imagens curiosas, como homens montados em pássaros gigantes, ou mapas- mundi precisos (apesar de um pouco diferentes dos atuais) também são encontradas, aumentando ainda mais a curiosidade das pessoas por tais pedras. No caso dos mapas, revela-se uma semelhança irrefutável com os mapas de Piri Reis, onde o continente sul-americano é conecto com o antártico.

A possibilidade de falsificação desses objetos é praticamente nula, já que esse processo envolveria um trabalho imenso, tendo em vista o número de pedras, além de muita criatividade, pesquisas, genialidade e conhecimentos geológicos, para a etapa de soterramento das peças. Cabe então à comunidade científica interessar-se mais por essa riquíssima biblioteca, que pode estar nos revelando peças importantes do passado de nosso planeta, além de trazer informações úteis sobre as mais diversas áreas de nossa ciência. Após tantos enigmas, parece que finalmente estamos encontrando algumas respostas.



Este vídeo mostra as Pedras de Ica e discute a presença de dinossauros convivendo com seres humanos.
Comentários