23 de maio de 2013

Conto Assombrado: A Sereia

Yoko era uma simples camponesa chinesa que trabalhava com as demais garotas na colheita de muitas coisas, enquanto os homens faziam os serviços mais pesados Havia acabado de completar 17 anos e mal sabia de seus verdadeiro destino... ela nasceu ouvindo que seu pai havia morrido afogado, entrou no mar e nunca mais voltou, e sua mãe era sua única parente próxima e não permitia que a filha chegasse se quer perto das águas do oceano.

Nunca entendeu porque , ma um dia correndo atrás de ovelhas as quais deveria estar tomando conta, pegou a estrada curta de sua aldeia até o mar. Encantada, a garota mal lembrava de sua mãe a dizendo para nunca ir ate lá. Sem se importar, logo foi molhar os pés e ao tocar as águas salgadas suas pernas reverteram se em escamas, grudaram e um rabo de peixe apareceu.

Seu pai, supostamente morto, emergiu das águas. Era um homem grande e forte e explicou que sua mãe quando descobriu o que ele era, pediu com que ele fosse embora. Isso porque na China antiga, comer a carne da calda de uma sereia dava a pessoa a vida e a juventude eterna. Ela amava muito ele e pediu com que fugi-se, mas agora o destino quer uni-los.

Yoko voltou para a vila para contar tudo a sua mãe. Sua casa vivia vazia, então entrou sem se preocupar feliz e gritando "mãe sou uma sereia!". Mas lá havia uma velha mulher que a muito procurava por esses seres míticos chamada Takana. Ela era má e egoísta, queria rejuvenescer e viver eternamente. Logo tratou de suborná-las:

- Leve-me até seu pai ou contarei a toda a vila sobre você e eles te mataram.

Chegando lá não ouve escolha, seu pai cedeu de sua própria carne para a velha que cortou sem do e enfiou na boca o pedaço sangrento. Seu pai pediu perdão por não ser forte e disse que deveria ter ficado e abandonado o ar, ficado com a mulher e a filha, mas já era tarde. Sangrou até a morte.

Furiosa Yoko transformou-se em sereia e arrastou a mulher até a água e com as próprias mãos a arrancou os olhos e a deformou. O sangue atraiu tubarões que comeram suas pernas, mas Yoko a tirou da água, condenando Takana a ser feia e aleijada pela eternidade.

Yoko queria viver no mar. Sua mãe, que era muito triste pelo passado que tinha, morreu em paz e feliz ao lado de seu marido.

Yoko mergulhou e mergulhou até sumir na imensidão do mar e até hoje se pessoas desencontradas passarem pela mesma praia dos eventos ocorridos, dizem que encontra quem estava procurando, e quem demais quer acaba atraído pelo mar e sofrendo uma terrível morte.

FIM!

Enviado por Douglas e publicado originalmente na Sobrenatural.Org

CLIQUE AQUI para ler "Sereias: Lenda, Avistamentos, Fotos, Vídeos e Análises. Será que elas existem?"
CLIQUE AQUI para ler o post: Documentário Sereias
Comentários