17 de abril de 2013

Será que fizeram um trabalho?

Por NiNa

Vou tentar colocar aqui com detalhes todo que senti nesse dia terrível...

Tudo começou quando iniciei um namoro com um rapaz que tinha uma ex namorada compulsiva e que não aceitava a hipótese dele não estar mais com ela. Ela vivia no pé dele e nós dois brigávamos muito por causa disso, até que um dia, em uma festa, nós dois brigamos feio ele foi embora e eu continuei na festa. Quando deu meia-noite, resolvi ir embora e chamei uma amiga e um amigo para ir até a casa dele buscar umas coisas minhas que estavam lá. Chegando lá, estava tudo escuro, então eu entrei na casa, ele estava deitado e eu avisei que ia pegar minhas coisas, então ele se levantou rapidamente, me abraçou e pediu para eu não ir. Quando ele me abraçou, ele estava muito quente, como se estivesse com 40 graus de febre, então resolvi ficar e pedi para meus amigos irem. Então começou, ele parecia estar em transe e ficava andando para um lado e outro, pedi para ele sentar para que eu pudesse falar com ele, ele estava com um olhar saltado e falava assim:

- Ela vai matar minha mãe.

E eu falava ela quem? E ele só repetia. Então comecei a falar que Deus era maior, que ele não ia deixar ninguém fazer isso com a mãe dele, para tentar acalmá-lo, mas de nada adiantou. Ele então se levantou da cama e disse:

-Eu vou na cachoeira. 

Eu perguntei "você vai fazer o que na cachoeira meia-noite cara", e ele novamente repetia a mesma coisa.

Ai eu percebi que ou ele tava pirando ou não era ele. Então tranquei a porta do quarto com medo de que ele saísse e eu não pudesse impedir. Eu sentada na cama sem saber o que fazer, então ele foi para um canto da parede se aguichou bem no cantinho e começou a bater a cabeça na parede, e eu paralisei de medo e fiquei só olhando. Depois de uns 5 minutos agachado ele veio, deitou na cama de lado e continuo, mas ele dava murros agora na parede, então eu resolvi colocar a mão no ombro dele e rezar, mas não deu tempo. Na hora que eu falei: -Pai Nosso... ele se virou com uma rapidez para o meu lado que eu me assustei e e gritei e comecei a chorar. Eu chorava e gritava muito alto mas ninguém me escutava (havia o primo dele e o irmão  no quarto ao lado). Fiquei em choque, parada e sentada na cama. Foi ai que então ele veio por cima de mim, me deitou na cama me segurando pelo ombro e me disse com uma voz que não era a dele e com um sorriso irônico no rosto:

- Você está com medo de mim? Está com medo de mim?

E então ele caiu para o outro lado da cama e dormiu  como se apagasse em um sono profundo, e eu fiquei sentada na cama sem me mover até o amanhecer. Então ele acordou e me perguntou:

- O que você está fazendo aqui, a gente não tinha brigado?

Eu respondi:

- O que, você não lembra de nada? Ontem você me assustou. 

E ele:

- Tá loca? Você que me assustou, nem sabia que você estava aqui?

Ai eu contei a história pare ele e ele disse que não se lembrava de nada, perguntei para o irmão e o primo dele e eles disseram que não ouviram nada. Mas quando contei a historia para ele, ele me disse que podia ser a ex-namorada dele que fez algum mal para ele, pois a vó dela era macumbeira, ela morava com a avó e a cachoeira que ele queria ir se encontra em uma serra que fica na cidade que aconteceu o fato, e lá são encontradas várias macumbas e trabalhos.

Nós fomos juntando as peças e concluirmos que ela devia ter feito algo a ele ou a mãe dele, pois quando estava em transe ele falava "ela vai matar minha mãe".

Hoje eu não moro na cidade e nem ele, e também não estou com ele mais. Falo com ele no MSN sempre que posso e hoje ele é membro de uma igreja evangélica e da até testemunho. Eu sou católica, mas sempre acontecem dessas coisas comigo, de ver ou até ouvir as coisas, muita gente já falou para eu ir em centro espírita, mas acho que não estou preparada. Logo irei contar outros relatos que aconteceram comigo.

Obrigada pela atenção!

Fonte: Sobrenatural.Org

Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br
Comentários