5 de abril de 2013

Pareidolia: A Explicação Científica para Muitas Assombrações

A pareidolia é um fenômeno psicológico que envolve um estímulo vago e aleatório, geralmente uma imagem ou som, sendo percebido como algo distinto e com significado. É comum ver imagens que parecem ter significado em nuvens, montanhas, solos rochosos, florestas, líquidos, janelas embaçadas e outros tantos objetos e lugares. Ela também acontece com sons, sendo comum em músicas tocadas ao contrário, como se dissessem algo. A palavra pareidolia vem do grego para, que é junto de ou ao lado de, e eidolon, imagem, figura ou forma. Pareidolia é um tipo de apofenia.


Em situações simples e ordinárias, este fenômeno fornece explicações para muitas ilusões criadas pelo cérebro, por exemplo, discos voadores, monstros, fantasmas, mensagens gravadas ao contrário em músicas entre outros. O fenômeno psíquico, diante de uma figura com dados aleatórios, pode variar segundo o ângulo do observador. Para uma criança, por exemplo, uma figura notada talvez possua formas que tragam à lembrança animais de estimação, personagens de desenhos animados ou qualquer outra coisa condizente com a faixa etária de compreensão sobre coisas. Para uma pessoa com uma faixa etária superior, a mesma figura assume formas diferentes conforme a capacidade criativa de associação de formas.


Dependendo das figuras observadas, podem assumir um aspecto muito subjetivo que varia de observador para observador ao passo que outras mais claramente nítidas, possuem uma mesma interpretação ótica em comum entre vários observadores. Portanto, muito tem que ver com a condição psicológica de cada observador, do que se passa em sua mente.

Observe esta imagem abaixo:

Esta foto foi tirada em Marte, ela é um exemplo de Pareidolia.  Onde claramente a foto parece indicar algum tipo de presença ou indicação de um cranio ou um rosto, na verdade é somente uma ilusão de luz e sombra gerada por quem bateu a fotografia.

O fato é que nossa mente quer sempre ver coisas extraordinárias acontecendo. E dependendo do ambiente em que estamos, o medo vira nossa principal fonte de sentimento. E o resto, nosso próprio cérebro é quem faz.
Quer dizer então que não existe assombrações? Que fantasmas são apenas um tipo de Pareidolia?
Errado.

Estes são fenômenos que muitos relatam ter visto. O que pode entrar em discussão é que nem todos estes relatos sejam assombrações verdadeiras.


magine que você esta em um quarto escuro, de repente você ouve um barulho estranho no seu quarto. Mas quando você se levanta para olhar, não vê nada a não ser o breu completo da escuridão. Nesta hora seu cérebro começa a tentar associar o barulho com o que sua mente vai produzir na hora, que é 100% medo.
Você vai começar a lembrar das histórias de terror, dos relatos daqui do site, de filmes que assistiu e então vai tentar enxergar algo naquele breu. Pode ser que exista algo lá, mas talvez não tenha nada de assombrado, apenas é você usando o seu cérebro para associar o barulho, as imagens criando o seu terror.
Esta é só mais uma das formas da ciência explicar os fenômenos sobrenaturais, em breve postaremos outras formas neste elo entre ciência x sobrenatural.


Comentários