2 de abril de 2013

O Crânio do ‘Starchild’

Misterioso crânio encontrado em 1930 no México pode ser de um híbrido humano/extraterrestre.

O crânio, que foi encontrado por volta de 1930 em uma mina próximo a Chihuahua, México, é incomumente grande na parte de trás e exibe uma cavidade orbitária maior do que o normal.

Lloyd Pye, autor de Everything You Know Is Wrong (Tudo O Que Você Sabe Está Errado), dedicou-se a descobrir a identidade de um crânio incomum que ele apelidou de "The Starchild Skull" (algo como “O Crânio da Criança das Estrelas”).

Embora ele tenha dito que a origem do crânio é incerta, Pye especula se pode ou não ser de origem extraterrestre - ou, pelo menos, pertencente a um híbrido humano-alienígena. Enquanto alguns afirmam que o crânio era apenas de uma criança humana deformada, Pye queria uma prova concreta e, portanto, no final de 1999, submeteu o crânio a testes de DNA. Os resultados do teste indicaram que o crânio era de um ser humano, mas Pye lembra que o laboratório não pôde extrair amostras suficientes de DNA para obter uma conclusão definitiva, e, portanto, a questão permanece em aberto.

Lloyd segura o Crânio de Starchild
No vídeo abaixo, Lloyd refuta todas as teorias de circulam na internet para explicar o formato do crânio, como o confinamento do berço, progéria, hidrocefalia e até mesmo o teste de DNA feito em 1999. Lloyd finaliza informando que são necessários mais testes e que estes testes são caros, e pede ajuda das pessoas para conseguir o dinheiro para conseguir fazê-los e assim ter uma resposta para a pergunta: o que é o Crânio de Starchild?


O vídeo tem 19 minutos e está legendado em português.



Esta montagem mostra como seria o rosto da criança do Crânio de Starchild, o próprio  crânio abaixo a esquerda e um crânio humano a direita.
ATUALIZAÇÃO: Faleceu hoje, 10/12/2013 o pesquisador Lloyd Pye.

Fonte (acessadas em 01/04/2013):
- Sobrenatural.Org: O Crânio de Starchild
https://www.facebook.com/pages/LloydPye/214837897032

Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br


Comentários