2 de abril de 2013

Beijo de um amigo que se foi

Por Dressa

O que vou relatar foi o fato mais emocionante de toda minha vida...

Eu tinha um amigo, do qual gostava muito, e tinha dentro de mim um sentimento que nunca pude revelar à ele ... estava apaixonada, tinha 14 anos e ele 16 anos...

Ele morava no condomínio da minha tia, eu adorava ir lá, pois indo lá podia vê lo. Ele tinha uma scooter e quando escutava o barulho dele saindo corria na janela pra o ver saindo do prédio. Só pelo fato de vê-lo já me fazia bem..

Certo dia eu tomei meu banho e fui logo dormir como de costume, era noite de domingo. Deitei, fechei meus olhos e adormeci, naquela noite, tive um sonho. Sonhei que eu estava na frente da minha casa sentada em posição de meditação, na calçada na parte de fora do portão, e eu olhava para a rua, como se olhasse para o infinito, onde a rua vai embora e lá de longe da rua, vinha uma pessoa que se aproximava devagar, na minha direção, essa pessoa estava vestida de branco, inclusive com um boné branco, chegou na minha frente, agaichou e me deu um leve beijo no rosto, e sem dizer nada, levantou se, virou de costas  e seguiu da mesma direção que veio e da qual eu estava olhando. Quando ele desapareceu no fim da rua, acordei e senti uma leve pressão no rosto, como se alguém tivesse me beijado e saído do meu quarto. A porta estava fechada como de costume e voltei a dormir. Naquela sonho não consegui ver o rosto da pessoa.
No dia seguinte, segunda feira, estava arrumando meu quarto, pois havia acabado de me levantar, e minha mãe entrou no meu quarto nervosa e dizendo que tinha um fato para me contar.

O fato era que no domingo à tarde, o garoto, vizinho da minha tia, saiu com os amigos de moto, e havia sofrido um acidente, o rapaz morreu no local, pois entrou em baixo de um caminhão, esmagando seu peito e tendo traumatismo craniano.

Com aquela noticia, senti como se ele tivesse ido até mim se despedir. Foi o que senti quando soube que ele havia falecido.

Fazem 8 anos que esse fato ocorreu comigo e isso me emociona até hoje. Tenho certeza que quando ele faleceu soube que eu gostava dele e veio se despedir de alguém que ele soube certamente que gostava dele.

Esse relato eu deixo como uma homenagem à pessoa que me deu um beijo de despedida, sinto esse beijo até hoje no meu rosto, e tenho na minha mente aquela imagem de um anjo de branco com 16 anos que usava inclusive um boné branco, rsrsrs ( sempre quando eu via ele em vida, estava de boné), vindo em minha direção, e depois indo embora.

Fonte: Sobrenatural.Org

Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br
Comentários