9 de abril de 2013

Acontecem Coisas Estranhas Comigo

Meu nome e Paulo, tenho 21 anos e o fato que vou contar aconteceu comigo quando tinha por volta dos 17 anos.

Terminado de assistir TV, fui para o quarto e tranquei a porta, a janela e me arrumei e deitei. Acabei levantando em seguida pois tinha esquecido de pegar o celular, mas fui impedido por uma força, tinha alguém em cima de mim, era como se algo tentasse me possuir, minhas mãos e pernas estavam sendo pressas e não conseguia falar. O medo tomou conta de mim, sentia uma presença e uma angustia indescritível, mas da mesma forma que me segurou, me soltou. Dei um pulo da cama e acendi a luz, tudo permanecia trancado por dentro e não tinha ninguém lá, a unica coisa estranha era meus pulsos que estavam avermelhados. Contei esse fato para meus familiares e amigos, mas ninguém demostrou acreditar em mim, mas sonho não foi, isso tenho certeza pois estava bem acordado e sem sono.

Mas esse não foi o primeiro nem o último fato que aconteceu comigo. Um tempo depois, mais ou menos uns 8 meses, estava eu na fazendo do meu avô no meio de um bananal e lá não tinha energia. Já tarde da noite e depois de comer umas pamonhas fui na bica de água escovar os dentes, era mais ou menos uns 20 metros da casa. Fui só com uma lanterna, escova e a pasta de dente. Comecei a escovar os dentes e senti que algo estava me vigiando, quando me levanto e dou uma olhada em volta deu pra ver que atrás de uma bananeira tinha uma espécie de um cachorro muito grande me olhado, grande mesmo, fora do comum, com uma das patas enfiada na bananeira. Aquilo com certeza podia parecer, mas não era um cachorro. Fiquei paralisado olhando aquela figura me vigiando até que minha mãe me chamou, automaticamente olhei para o lado e quando retornei a olhar para o local onde a criatura se encontrava, não tinha mais nada.

Desde mais novo, por volta dos 10 anos, sinto presenças e cheiros, vejo coisas, as vezes é bom, outras nem tanto. Sinto se tivesse algo me vigiando, somente esperando..

* Este relato foi enviado pra gente pela usuário Paulo Vargas. Você também pode contribuir com o blog enviando seu relato. Basta clicar aqui.
Comentários