segunda-feira, março 18

Edward Mordrake: O Homem da Face Demoníaca

Provavelmente ao observar a foto ao lado você deve ter pensado: "deve ser uma montagem barata de Photoshop", não é mesmo?
Mas acredite, a foto é real e este cara realmente existiu. Seu nome? Edward Mordrak, e é sobre Edward e sua face demoníaca que falarei hoje.

Todo ano, milhares de pessoas nascem com alguma deformidade, causadas às vezes pelo uso de drogas da mãe durante a gravidez, por algum medicamento que possa causar alguma deformidade ou simplesmente por algum problema genético que possa vir a causar algum problema durante a gestação.

Muitos são os casos de Gêmeos Siameses pelo mundo, mas, na maioria dos casos os bebês não sobrevivem por muito tempo exceto nos casos onde há quase que uma separação total dos corpos onde até dependendo da situação é possível fazer uma cirurgia para separar os gêmeos.

No caso de Edward, não foi apenas um pobre infeliz com uma triste anomalia, havia algo a mais.

Na face flácida e desfigurada em sua nuca existia algo sombrio e assustador, algo que deixava atordoado todos que a observavam, algo que o próprio Edward classificava como sendo “Demoníaco”.

Edward era herdeiro de um importante título de nobreza na Inglaterra ao qual nunca reclamou, tirando sua face na nuca podia ser considerado um homem belo e era um músico talentosíssimo e brilhante fidalgo, tinha tudo para ter uma vida feliz, mas em sua nuca carregava a tristeza de sua vida, Edward possuía outra face em sua nuca, uma face que todos, inclusive ele próprio diziam ser desfigurada e “do mal”. Era algo absurdamente anormal que não comia, mas podia grotescamente rir e chorar.

Alguns relatos afirmavam que olhar a face diretamente era extremamente desconfortável, as pessoas diziam que os olhos da face expressavam inteligência e raiva e seguiam as pessoas lentamente como se estivesse estudando aqueles que visualizavam. Outros relatos apontavam para uma espécie de sorriso sarcástico que lentamente se formava na desfigurada face como se quisesse demonstrar um ódio oculto. Era quase impossível observa-la por muito tempo.

Edward se matou com 23 anos.
Claro que Edward sofria muito com isso, em seu confinamento e solidão, afirmava ser impossível conviver com aquele “Demônio”, chegou a solicitar a todos os médicos que conseguiu a retirada da segunda face, mas seu pedido não poderia ser atendido, pois Edward morreria na cirurgia.

Alguns relatos sobre o demônio da nuca de Edward Mordrake são impressionantes. Ele afirmava que sua segunda face era o próprio Demônio, quando estava triste a face sorria e algumas vezes até gargalhava, à noite, rotineiramente, Edward era acordado na madrugada por sussurros da face deformada, eram palavrões e um choro enlouquecedor que tinham como objetivo afetar o pobre Edward.

Boneco de cera feito por alguns artistas representando
Edward Mordrake
O final da história foi trágico, Edward se matou aos 23 anos de idade, alguns afirmam que ele envenenou-se, já outros relatos afirmam que ele disparou um tiro bem entre os olhos da “Face demoníaca”.

Contudo em sua carta de despedida deixou bem claro:

“Peço que retirem esse demônio de meu corpo antes que me eternizem em terra, pois pretendo e solicito dormir a eternidade sem os lamentos do inferno”.

Seu pedido foi atendido pelos médicos Manvers e Treadwell que cuidavam do caso. Edward foi enterrado em uma cova de terra barata e sem qualquer tipo de lápide ou escultura também ao seu pedido.

Além disso, Tom Waits escreveu uma canção sobre Edward Mordrake intitulada Poor Edward, que você pode ouvir abaixo.

.
Erling Wold também escreveu uma ópera intitulada “Mordrake”, que estreou em San Francisco em maio de 2008.

Fontes: Minilua / Pinico de Ouro / Facebook 


CLIQUE AQUI para ler "Chang Tzu Ping: O Homem com Duas Faces"
CLIQUE AQUI para ler "Chandra Wisnu: O Homem Bolha da Indonésia"
Comentários