21 de março de 2013

Barulho no Teto


Por Hummilton Pein*

Tudo começou quando minha tia viajou para Portugal e me separou do meu irmão gêmeo, mandando-lhe pra Namíbia, e deixando-me em casa de minha avó.

Nós (eu e o meu irmão) tínhamos por aí, entre 10 ou 11 anos de idade, não me recordo precisamente quantos anos tínhamos naquela altura, mas de uma coisa recordo-me exatamente: os estranhos barulhos no teto que estavam acontecendo de noite naquela casa.

Depois do meu irmão viajar pra Namíbia eu fui morar com a minha avó. A casa que eu morava com ela tinha apenas 2 quartos,(e outras divisões da casa) o meu e o dela.

Certa noite, estávamos já dormindo e estava tudo bem calmo, apenas ouvia-se o barulho (tic tic) do relógio no meu quarto mas, de repente, ouço pegadas no teto do meu quarto e me espantei, olhei para o relógio e eram por volta das 2 ou 3 horas da manhã e logo pensei que fosse um ladrão, mas por estranho que parecesse, as pegadas eram muito barulhentas e pesadas (como se alguém estivesse tentando amassar o teto) e eu não saí da cama, fiquei apenas ouvindo o estranho barulho. Passados 10 minutos, como se fosse do nada, o barulho cessou e só  ai que voltei a adormecer.
Já de manhã, eu não contei nada pra minha avó e o dia passou assim sem ela saber de nada.

O sol voltou a pôr-se e  a noite chegou. E chegando a noite tudo começou de novo na mesma hora, e fiquei na cama como sempre escutando o barulho no teto, mas a minha avó acordou e foi lá fora pra ver o que se passava, e eu logo que vi ela sair fui correr atrás dela e lhe puxei pela mão pra dentro de casa e tranquei a porta, o barulho no teto continuou.

Depois não sei o que passou, apenas assustei com um estrondoso barulho que o teto da vizinha ao lado fez e, fazendo minha vizinha sair gritando assustada. Em seguida comecei a ouvir barulho de pessoas correndo e gritando lá fora, mas eu e a minha avó permanecemos dentro de casa, até amanhecer.

Mas logo que o dia amanheceu eu fui até a casa da vizinha e foi um dos seus filhos quem atendeu-me. Perguntei-lhe sobre o barulho no teto ou o que se passou naquela noite e ele disse-me que quando ouviram aquele estrondoso barulho no teto saíram pra fora de casa e o que eles viram... não sei se devo contar, mas eles disseram que viram um enorme gato e nas suas costas estava um enorme corvo (ave preta) (como se o corvo ajudasse ou fazia com que o enorme gato voasse) e disseram que estavam-lhes atirando pedras e o enorme corvo saiu das encostas do enorme gato voando, fazendo aquele barulho estranho, tipo cacarejo de galinha e naquele preciso momento fez um enorme vento e os enormes animais desapareceram.

Portanto, eu fui de tarde a casa da minha tia e contei-lhe o acontecido e também lhe falei que não queria  passar mais uma noite naquela casa, mas ela a minha tia como é muito devota a Ele, chamou um padre pra irem orar lá na casa da minha avó.

Depois de muita água benta e oração, o padre disse pra nós não nos preocuparmos  que aquilo já havia passado.

Quando chegou a noite nós fomos dormir e eu continuei dormindo no meu quarto. Por fim tudo estava calmo não havia mais barulho no teto.

Esse relato que eu acabo de relatar é um fato verídico, eu não omiti e nem acrescentei nada, eu próprio o presenciei. Pode até parecer que é um relato tirado num site qualquer ou num filme, mas não é não!! Eu apenas organizei o acontecido daquela noite pra poder ter lógica e narrar aqui.

Eu acredito no que os meus vizinhos viram e me contaram porque aquela terra é de muitas tradições sobrenaturais.

E vocês, acreditam?!

* Sou o que vc pensa de mim. Gosto: Rock, Fantasia(filmes e livros), Terror... Odeio: A maior parte das coisas que estão em minha volta.

Fonte: Sobrenatural.Org
Comentários