14 de fevereiro de 2013

Quem será a tal Mulher?

Recebemos nosso primeiro conteúdo enviado por um leitor diretamente ao AssombradO! A leitora Rita Shinoda nos enviou 3 experiências assombrosas que ocorreram com ela, sendo que duas, "Te Furei" e "A Sombra Negra" ela já havia publicado em 2012 no Sobrenatural.Org. Abaixo segue o relato inédito:

Quem será a tal Mulher?

Eu estava dormindo em minha cama, e durmo de mosqueteiro, pois tenho sono bastante leve, capaz de até pernilongos atrapalhar meu sono. Estava dormindo com meu gato, Balthazar, quando no meio da noite abro meus olhos bem devagar, pois minhas pálpebras estavam bem pesadas devido ao sono, e vejo uma mulher levantando o mosqueteiro e retirando o Balthazar de minha cama. Voltei a dormir rapidamente, não senti medo algum, mas acordei outra vez alguns minutos depois, e pude perceber que o meu gato realmente não estava ali, e ele sempre acordava junto comigo.

Gostaria de saber quem será essa mulher, que já pude ter alguns tipos de contato outras vezes.

Poucos dias atrás descobri que sou sensitiva, mas já havia suspeitado disso, apesar das pessoas falarem que eu poderia ter um ponto de mediunidade, mas eu sabia que não era médium. Descobri que a maioria das pessoas sensitivas tem almas velhas (sinto saudades de São Paulo sem nunca ter ido lá. Meus pensamentos são, em relação a algumas coisas, bem mais maduros do que de outras garotas na minha idade) e também possuem guardiões, por isso fico pensando se essa mulher não seria uma guardiã, ou a minha guardiã. 

Também tenho certa facilidade de perceber quando as pessoas estão mentindo, ou às vezes o que elas estão pensando. Me sinto mal em lugares pesados ou com muitas pessoas e me ligo profundamente aos animais e à natureza. Ver ambos sofrendo me fazem sofrer também.

A leitora Rita tem um blog no Sobrenatural.Org onde ela conta várias de suas experiências, conheça-o.

Faça como a Rita, envie alguma experiência estranha que aconteceu com você clicando aqui.


Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br
Comentários