26 de fevereiro de 2013

Monges Auto-mumificados


Poucos templos budistas no norte do Japão são lar de "múmias viventes" conhecidas como sokushinbutsu. Os corpos preservados são supostamente daqueles monges ascensionados que se mumificaram de boa vontade na busca do nirvana.

A múmia ao lado é um exemplo. Chamada Shinnyokai-Shonin - “múmia viva", fica no Templo de Dainichibo (Yamagata)

Para se tornar uma múmia viva, monges tinham de ser submetidos a um longo e difícil processo composto por três etapas:

Etapa 1: Por 1.000 dias os monges se alimentavam com uma dieta especial composta de nozes e sementes, e se envolviam em um rigoroso treinamento físico para livrar o corpo de gordura.

Etapa 2: Por outros 1.000 dias, eles só comem cascas e raízes, em montantes que vão sendo diminuídos gradualmente. Perto do fim, eles começam a beber chá feito a partir da seiva da árvore urushi, uma substância tóxica utilizada normalmente para fazer tigelas de lacas japonesas, que causam mais perda de fluidos corporais. O chá foi fabricado com água de uma nascente sagrada em Mt.Yudono, que agora é conhecida por conter um elevado nível de arsênio. A mistura cria um ambiente livre de germes dentro do corpo e ajuda a preservar toda a carne que foi deixada no osso.

Etapa 3: Por fim, os monges retiram-se para uma câmara subterrânea ligada à superfície por um minúsculo tubo de ar feito de bambu. Lá, eles vão meditar até morrer, pois foram selados em suas tumbas em todos os pontos. Após 1.000 dias eles são trazidos para cima e são limpos. Se o corpo permaneceu bem preservado, o monge é considerado uma múmia viva.

Tetsumonkai-Shonin - "múmia viva" no templo Churenji (Yamagata)
Arisada Hoin, 300 anos - "múmia viva" no templo Kanshūji (Fukushima)
Infelizmente, a maioria dos que tentaram auto-mumificação não tiveram sucesso, mas os poucos que o tiveram alcançaram o status de Buda e foram consagrados em templos. Tanto que cerca de duas dúzias dessas múmias vivas estão sob os cuidados de templos no norte de Honshu.

O governo japonês baniu a prática da auto-mumificação no final do século 19.



Fonte: 
pink tentacle: Monster mummies of Japan
Comentários