22 de janeiro de 2013

Um morto pode retornar e visitar sua casa?


Por José Roberto


Bom dia pessoal, o que passo a relatar aconteceu comigo há dezoito anos, quando do nascimento de minha filha. Quando ela nasceu meu pai já havia falecido há três anos. Ele sempre quis ter uma filha e no entanto havia tido três filhos homens.

Minha filha estava com uns três meses de vida e dormia num berço ao lado de nossa cama. Numa madrugada tranquila, dormíamos confortavelmente eu e minha esposa na cama de casal, e minha filha dormia em seu berço bem ao meu lado.

Tenho o sono muito leve, qualquer barulho ou movimento, por menor que seja me acorda. Então acordei com um barulho muito leve como se houvesse passos na cozinha. Tentei levantar pra ver o que era mas fui contido por uma força que me segurou de bruços na cama.


Fiz força pra levantar e uma voz muito bonita e firme me disse: "Calma! É apenas o avô que veio conhecer a neta!". Ao ouvir aquilo percebi que alguém estava realmente me segurando. E mais três pessoas entraram no quarto. Pude sentir a presença de meu pai ao lado do berço de minha filha, ouvi ao longe sua voz, seu cheiro. Foi rápido mas foi real.

Em seguida, saíram do quarto e voltaram para a cozinha e percebi que haviam partido. Fui solto e pude me virar e levantar. Ao sentar na cama e olhar pro berço de minha filha, vi um ser que flutuava pouco abaixo do teto do quarto. Era do tamanho de uma criança, muito branco, translúcido mesmo, brilhava, uma luz bonita que não ofuscava os olhos, não tinha forma definida, era como um véu muito branco e transparente. Exalava paz e tranquilidade. Ele passou pelo teto e desapareceu. E minha filha continuava ali, dormindo tranquilamente...

Já tinha tido experiências com meu pai logo depois de sua morte por duas vezes e ele parecia estar sofrendo, mas dessa vez ele parecia estar em paz. Nunca mais o vi ou senti sua presença.

Na cabeça de um católico, isso é normal (com todo o respeito aos católicos!!!), mas três anos depois eu vim a me converter numa igreja evangélica, hoje sou um membro atuante e estudioso da Palavra de Deus, e em nossas doutrinas aprendemos que morto não retorna de forma alguma. Então comecei a me questionar sobre o que realmente havia acontecido naquela madrugada e nas outras duas vezes que havia tido contato com meu pai morto.

Estudando um pouco de teologia, encontrei uma enciclopédia de um teólogo americano, famoso e respeitado no mundo todo por seus estudos na área da espiritualidade. O nome dele é Russell Chammplin, ele é autor da Enciclopédia de Teologia, Filosofia e Bíblia... Um grande estudioso da Palavra, missionário e professor de vários seminários e universidades dos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e Brasil.

Pois bem, o Dr Chammplin relata, em sua enciclopédia um fato narrado por um pastor seu amigo, que afirma categoricamente ter conversado com sua esposa após a morte desta.

Diz o referido pastor que fora casado por quatro décadas com sua amada esposa, haviam se conhecido na igreja e namorado desde a adolescência, casaram tiveram e criaram seus filhos, envelheceram juntos e ela sempre fora o seu braço direito no ministério que ele desenvolvia na igreja, uma grande e prestimosa ajudadora...

Mas todos temos que morrer até que chegou a vez dela, já idosa, adoeceu e veio a falecer. O pastor ficou muito triste e sentindo muita saudade da esposa falecida. Desanimado estava pensando em deixar o ministério da igreja, se aposentar e esperar a morte chegar.

Mas, num domingo após celebrar o culto em sua igreja, chegou em casa desanimado pensando em ter que mais uma vez jantar sozinho e dormir sozinho. Chegou, guardou seu carro na garagem e ao entrar na sala de casa, deu de cara com a esposa sentada no sofá esperando por ele com o sorriso costumeiro. Ficou boquiaberto ao vê-la, ela falou com ele, o acalmou, e disse que tinha uma mensagem da parte de Deus pra ele. Animou-o a continuar a frente da igreja, deu-lhe orientações, e exortações para o crescimento do ministério. Lhe disse que ele ainda tinha muito o que fazer aqui na Terra e que ela estava muito bem junto de Deus.

A conversa durou algum tempo, ela se despediu dele e desapareceu. O pastor recobrou ânimo e por muitos anos continuou trabalhando em seu ministério evangelístico.

Quem quiser pode procurar a enciclopédia e conferir o que relatei da parte do Dr Chammplin.

Há casos como esses por todo o mundo, independente da religião há várias pessoas com relatos assim.
Só Deus sabe as respostas.

Fiquem com Deus.

Fonte: Sobrenatural.Org


Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br
Comentários