16 de janeiro de 2013

Minha História Assombrada: A Maldição


Por Laura Freitas

Olá, meu nome é Laura e hoje tenho 17 anos. Este relato começa quando eu tinha por volta dos 10 anos e morava no Jd. dos Pinheiros, em Atibaia-SP. Era uma casa linda, com mini campo de futebol, piscina e parquinho. A casa era de dois andares, um sonho pra qualquer um. Foi a partir dessa casa que coisas estranhas começaram a acontecer. Meu pai tinha cargo de diretoria na empresa Vivo de telefonia; nós éramos muito bem de vida até comprarmos essa casa.

Meus pais são religiosos e então eles quiseram fazer uma capela no jardim ao lado do parquinho, mas quando meu vô subiu a escada novinha para colocar a cruz, a escada se partiu ao meio e ele caiu e quebrou o pé; como eu frequentava igreja na época, fazia catecismo e todos os meus colegas e professores foram até minha casa para orar; nenhuma criança conseguia orar, todos nós estávamos muito agitados e isto começou a chamar atenção, porque todos eles sempre foram muito comportados, mas enfim... Até ai podem ser fatalidades e coincidências, mas tempos depois uma amiga do meu irmão, quando soube onde nós morávamos nos alertou de que esta casa era mal-assombrada, a antiga dona praticava magia negra no porão (onde meu irmão mais velho dormia por opção), sacrificavam animais e faziam muitos rituais de amarração e morte, dizem que ela perdeu tudo e jogou a maldição de que ''quem morasse lá iria perder tudo o que tinha''. Meu pai não deu muita atenção e minha mãe fingiu não se importar, mas eu sei que ela estava atenta.

A partir dai minha mãe começou a ficar muito doente, com crises sérias de depressão, artrite, histeria; batia em mim e nos meus irmãos por nada, e meus animais de estimação estavam estranhos (eu tinha 2 pastores e um gato, o cão batia na outra cadela sempre e do nada ficava violento, sempre se deu bem com meu gato, mas num dia do nada ele simplesmente o matou).

Depois as coisas pioraram e meu pai só estava preocupado com dinheiro, quase não ligava para a família, e meus irmãos começaram a brigar. Certa vez eu estava na piscina de noite com meus dois irmãos. Eles saíram e pegaram minha toalha, então resolvi ficar um pouco mais. Minha mãe lavava o quintal de cima. Olhei para o canil de frente ao porão e vi um movimento estranho, era uma pessoa, ele passava de um lado para o outro e desaparecia, estava todo de preto com um chapéu preto também. Eu fiquei em choque! Não conseguia falar, ou me mover, tentava sair da piscina, mas de forma alguma conseguia, parecia que algo me segurava. No momento procurei minhas forças, fechei os olhos por segundos e consegui chamar minha mãe, ela veio e ficou tudo bem, não vi mais nada.

Um tempo depois, começamos a falir. Meu pai sofreu um grande golpe da empresa, nos mudamos e quando estávamos indo embora o outro dono fez uma brincadeira: "Ah, vou pegar minha arma que eu sempre escondo aqui na lareira para me proteger...". Ele sentiu algo e quando pegou era um tipo de madeira enrolado com várias coisas, inclusive com cabelo, não sei o que fizeram, minha mãe me afastou...

Hoje ainda sinto um pouco de medo quando lembro do que vi. Não sei o que era. Passei anos sem ver nada ou sentir, pelo menos não que eu me lembre.

Apenas neste ano meu pai conseguiu se restabelecer financeiramente e hoje vivemos bem... meus irmãos ainda não se falam, minha mãe ainda está um pouco doente, mas já está tratando e dificilmente tem sérios problemas, e meu pai fica mais tempo conosco e da mais valor às coisas agora.

Espero que tenham gostado, depois conto relatos mais atuais. Sei que este foi extenso, mas é sempre bom compartilhar com alguém, se alguém tiver idéia de quem eu vi e o por quê, deixe seu comentário.

Obrigado e até mais :D

Fonte: Sobrenatural.Org


Sugestões da nossa loja oficial, a LojaSobrenatural.com.br
Comentários